Vitória muito suada do Sporting frente ao Leixões

0
94
Sporting

Sporting O Sporting voltou no sábado, aos triunfos caseiros na Liga portuguesa de futebol, mas só aos 84 minutos o defesa central Tonel marcou o golo do triunfo sobre o Leixões, por 1-0, em jogo da 15.ª jornada.

 Os “leões” já não ganhavam em casa desde a quinta ronda, tendo desde então cedido três empates e uma derrota, e não tinham marcado qualquer golo nos dois últimos encontros.
 Com este sofrido, mas justo, triunfo, o Sporting ultrapassou no quarto lugar o Nacional da Madeira, que tem os mesmos pontos que os “leões”, que se mantêm a 12 do líder Sporting de Braga.

 Tonel foi o único a conseguir bater o guarda-redes brasileiro Diego, que, depois de uma primeira parte a ver os re-mates do Sporting passarem ao lado, efectuou um punhado de excelentes intervenções no segundo período.
 Sem poder contar com Miguel Veloso, castigado, o treinador do Sporting, Carlos Carvalhal, fez duas alterações no “onze”, com a entrada de Simon Vukcevic para o lugar do médio luso.

 Num relvado em mau estado, o Sporting entrou a dominar, com muita posse de bola, mas sem conseguir criar lances de perigo junto da baliza de Diego, que ao longo dos primeiros 45 minutos não teve de fazer nenhuma defesa, apesar dos inúmeros remates dos “leões”.
 Apesar do intenso domínio, o Sporting apenas criou perigo aos 30 minutos, quando Hélder Postiga, em excelente posição, cabeceou ao lado, após um bom cruzamento de Simon Vukcevic.

 Com o Leixões a jogar muitas vezes com 10 jogadores atrás da linha da bola, o Sporting viu-se forçado a rematar de longe. A primeira defesa do encontro acabou por surgir do outro lado do campo, com Rui Patrício a enviar para canto um grande remate de Seabra, à passagem dos 40 minutos.
 Se o guarda-redes do Sporting esteve em destaque no final da primeira parte, Diego brilhou em todo o segundo tempo e, aos 62 minutos, evitou o golo de Izmailov, tendo, seis minutos depois, com os pés, negado golos a Vukcevic e Sinama-Pongolle.

 Diego começava a tornar-se a grande figura do encontro e, aos 73 e 83 minutos, fez mais duas grandes defesas, a re-mates de Vukcevic.
 Mas os 84 minutos, o brasileiro foi incapaz de impedir o golo do Sporting, apontado de cabeça pelo central Tonel, na sequência de um pontapé de canto.

 No minuto seguinte, o estreante Sinama-Pongolle esteve perto de marcar, mas na pró-pria baliza, valendo uma grande intervenção de Rui Patrício para segurar o triunfo.