Viagem Medieval de Santa Maria da Feira distinguida com prémio internacional

0
49
Viagem Medieval de Santa Maria da Feira distinguida com prémio internacional

A ‘Viagem Medieval em Terra de Santa Maria’ venceu o ‘Premio Ciudad de Castellón’, que distingue anualmente uma iniciativa reconhecendo o seu "prestígio internacional", avançou a câmara local.

 Trata-se de um prémio atribuído pela Fundación Moros d’Alqueria, bem como pelo município espanhol de Castellón, que, entre outros eventos internacionais, já distinguiu o Carnaval de Veneza e o Oktoberfest de Munique, que é uma das festas mais populares do mundo, bem como o Carnaval de Barraquilla, na Colômbia, ou as Sanfermines de Pamplona, as mais conhecidas festas espanholas a nível internacional.

 "Santa Maria da Feira está de parabéns. O reconhecimento internacional de um evento que faz parte do ADN feirense e que envolve toda comunidade tem de ser partilhado e celebrado com todos, como forma de agradecimento pelo saber-fazer, dedicação e espírito de entrega que tão bem caracterizam a Viagem Medieval", sublinhou o presidente da câmara de Santa Maria da Feira, Emídio Sousa.

 Para o autarca a atribuição deste prémio internacional num ano em que a Viagem Medieval celebra 20 edições "reforça o orgulho e identidade, mas também a responsabilidade em manter a qualificação e a excelência deste projecto".

 "Não temos dúvidas de que ao projetarmos os nossos eventos além-fronteiras estamos a contribuir para promoção internacional do destino Santa Maria da Feira e Norte de Portugal", considerou Emídio Sousa.

 Recorde-se que o executivo de Santa Maria da Feira, concelho do distrito de Aveiro, tem vindo a defender a internacionalização dos grandes eventos do território, em particular da Viagem Medieval que é organizada pela câmara, pela empresa municipal Feira Viva, bem como pela Federação das Coletividades de Cultura e Recreio do Concelho.

 "Portugal é um destino cada vez mais presente na rota do turismo internacional e os nossos eventos de referência são reconhecidos como grandes acontecimentos nacionais, por isso reunimos condições ímpares para a internacionalização dos nossos produtos culturais", referiu o presidente da câmara.

 Este evento constitui-se numa "viagem" pelas vivências da Idade Média, como que proporcionando aulas de história viva, onde os visitantes também podem ser actores nos momentos de animação e recriação.

 A história, o património, a animação e a gastronomia são componentes de um evento que se realiza no verão no centro histórico de Santa Maria da Feira e que em 2015 levou ali, segundo dados da organização, mais de 600 mil pessoas.

 Aquele que é considerado um dos maiores eventos de recriação medieval da Europa estende-se por 12 dias consecutivos.

 Em 2016 a recriação de episódios do reinado de D. Dinis permitirá recuar aos séculos XIII-XIV.

A câmara sublinha que o prémio resultou de uma nomeação por parte das entidades promotoras e não de um processo de candidatura do evento.