Vale Moçambique pretende produzir 20 milhões de toneladas de carvão anuais até 2021

0
117

A Vale Moçambique pretende alcançar uma produção de 20 milhões de toneladas de carvão anuais até 2021, anunciou em Maputo o director financeiro da subsidiária do grupo brasileiro Vale.

 O grupo Vale, ao divulgar no início do mês o relatório de produção e vendas do grupo relativo ao terceiro trimestre, informou que a produção de carvão em Moçambique em 2018 havia sido revista em baixa de 15 milhões para 12 milhões de toneladas.

 O relatório adiantava que esta revisão em baixa decorria do facto de a subsidiária Vale Moçambique estar a rever os processos e os planos de exploração da mina de Moatize, província de Tete, a fim de fazer com que 2018 seja “o ano da estabilização.”

 O grupo havia anunciado em Maio estar a prever uma produção de 15 milhões de toneladas de carvão, contra a meta de 16 milhões que havia estabelecido para o ano, devido a intempéries que assolaram a zona de produção.

 Marcelo Tertuliano, director financeiro da Vale Moçambique, disse agora que a empresa, além de aumentar a produção, vai precisar de “condições de mercado favoráveis” e uma estrutura de custos que garanta a sua sustentabilidade, segundo a im-prensa local.

 O director financeiro da subsidiária moçambicana adiantou terem sido investidos seis biliões de dólares na criação de condições para se poder começar a extrair carvão na mina de Moatize, a que é necessário adicionar 2000 milhões de dólares relativos ao pagamento de juros até 2021.