União Europeia/Brasil: Relações bilaterais devem avançar para acção estratégica global

0
39
União Europeia/Brasil

União Europeia/BrasilAs relações entre a União Europeia e o Brasil deverão avançar para uma “acção estratégica global”, estimou o presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, que se reúne, amanhã, terça-feira, em Bruxelas, com a Presidente brasileira, Dilma Rousseff.

  “Após termos consolidado, nos últimos cinco anos, o nosso relacionamento de alto nível com o Brasil, precisamos agora de passar da parceria estratégica para uma acção estratégica global", disse ontem em Bruxelas José Manuel Durão Barroso, antecipando a cimeira.
  Durão Barroso salientou ainda que “o Brasil é um país com o qual queremos trabalhar”, salientando ter uma boa perspectiva do trabalho que poderá desenvolver com Dilma Rousseff.

  Esta é a quinta cimeira UE/Brasil e a primeira reunião internacional deste nível em que a chefe de Estado brasileira participa desde que assumiu o cargo, em Janeiro.
  Na agenda do encontro, que começa hoje, segunda-feira à noite, com um jantar, estará a crise económica, a próxima reunião dos países do G20, bem como as relações bilaterais em vários domínios, incluindo o ambiente, aviação, política de vistos e as relações UE/Mercosul.
  No campo dos transportes aéreos, foi concluído recentemente um acordo bilateral, que será formalmente assinado.

  O pedido da Autoridade Palestiniana para integrar a ONU como Estado de pleno direito será também debatido no encontro, sendo que o Brasil apoia a pretensão palestiniana e a UE ainda não definiu uma posição política.
  Também a situação na Líbia e a “Primavera Árabe” estarão na agenda dos trabalhos.
  Após a cimeira, que termina na terça-feira de manhã, Dilma Rousseff e Durão Barroso voltam a encontrar-se de tarde, no encerramento de um Encontro Empresarial UE/Brasil, agendado no âmbito da cimeira.

  De Bruxelas, Dilma Rousseff segue para uma visita oficial à Bulgária e à Turquia.