União Europeia doa 65 milhões de euros a Angola para combater seca em três províncias

0
96

A União Europeia vai doar a Angola 65 milhões de euros para a execução de um programa de combate à seca nas três províncias do sul do país (Huíla, Namibe e Cunene), informou no Lubango, o seu embaixador em Angola, Tomas Ulicny.

 O embaixador, que falava no final de uma reunião com a sociedade civil da cidade do Lubango, afirmou que o programa, com uma duração de três anos, foi concebido pelo Ministério do Planeamento e Desenvolvimento e vai ser executado por uma organização não-governamental portuguesa e também pelo Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, com auxílio dos respectivos governos provinciais.

 “Estamos prontos para apoiar as organizações da sociedade civil na região e temos que combater a seca para depois minimizar a fome, com apoios no crescimento social económico, com a criação de empregos e a introdução de novos métodos na agricultura”, disse, citado pela agência noticiosa Angop.

 Tomas Ulicny informou ainda que a União Europeia vai despender nos próximos meses 13 milhões de euros para apoiar os empresários da província da Huíla a criarem uma câmara de comércio, a fim de fortalecer as relações económicas entre aquela província de Angola e a Europa.

 A delegação europeia efectuou uma visita de dois dias à Huíla, onde esteve no Instituto de Gestão Económica e Finanças, um projecto apoiado pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, a Universidade Mandume Ya Ndemufayo, o posto de registo de nascimentos da Maternidade Irene Neto, o museu Regional da Huíla, a Granisul/Melatosul do grupo Socolil e locais turísticos como a Fenda da Tundavala e o monumento do Cristo Rei.