Técnico Agostinho Oliveira visita e treina na Academia de Braga em Joanesburgo

0
111
Técnico Agostinho Oliveira visita e treina na Academia de Braga em Joanesburgo

O Professor Agostinho Oliveira, acompanhado do seu acessor Hugo Vicente, os dois elementos da Aacademia de Futebol do Sporing de Braga, o primeiro, director da escola do clube minhoto e Hugo Vicente, responsável pelas camadas mais jovens e pela preparação dos atletas estão em Joanesburgo, não só para visitar as instalações desportivas da Academia de Futeol do Sporting de Braga de Joanesburgo, situada, na Van Buren Road, nos relvados por trás do Ginásio Virgin Active.

 Podemos afirnar, que para além da muita assoberbada agenda de trabalho, tanto Agostinho Oliveira como Hugo Vicente, vieram oficializar a abertura desta Escola de Futebol que tem como seu director principal, Zeca Marques, que recentemente, foi contratado como treinador principal do Moroka Swallows, sendo coadjuvado por um grupo de bons treinadores, incluindo um treinador de guarda-redes.
 Aproveitámos um intervalo dos treinos intensivos para falar com Agostinho Oliveira, que nos disse:
 “Estou impressionado com o que estou a ver, quer as instalações, quer os relvados, mas especialmente o entusiasmo que paira entre os treinadores e os jovens jogadores. Tanto o meu colega Hugo Vicente como eu estamos rendidos a este calor humano. Acho que o Sporting de Braga já fundou os seus alicerces bem firmes aqui em Joanesburgo.”
 Como explica este entusiasmo e acima de tudo e multinacionalidade dos jogadores-alunos?
 “É o milagre da África do Sul e da saudável convivência das diferentes etnias que vivem neste país de imigrantes.
 Além de muitos portugueses que estão presentes contamos com muitos aul-africa-nos.”
 Mas como vê esta expansão do Braga, um clube arreigado ao Minho e a ganhar uma nova dimensão?
 “É preciso ver que nos últimos três anos, o Sp. Braga deixou as suas fonteiras re-gionais e tornou-se num clube nacional. Há três anos para cá o Braga discute com o Porto e o Benfica a conquista do título.
 O facto de ter chegado à final da Liga da Europa, deu-lhe ainda uma maior dimensão.”
 Como analisa a Selecção Nacional de Futebol?
 “Não quero fazer qualquer comentário, pois por vezes as palavras são mal interpretadas e é uma situação que de modo algum quero criar.”
 E o Futebol Nacional em Portugal?
 “No que diz respeito ao Braga vamos apostar na formação. Dar apoio à juventude e criar estruturas para o futuro.”
 No entanto apesar desse esforço, a maioria dos clubes portugueses, incluindo o Braga prima por usar jogadores estrangeiros. Ainda recentemente, nas meias finais da Taça dos Campeões, a maioria dos joga-dores portugueses estavam a jogar nos clubes estrangeiros e não no Benfica?
 “Bem isso diz respeito ao Benfica, Mas agora com a criação das equipas “B” de certeza que os talentos nacionais vão ser mais aproveitados.”
 E quanto a esta Academia de Futebol com o beneplácito do Sporting de Braga?
 “Vai ser uma boa aposta e uma boa contrapartida para os dois lados. Foi um pe-que-no passo mas  uma grande passada dada quanto ao futuro. Todos vamos beneficiar:”
 Hugo Vicente, transpirava a olhos vistos depois de uma sessão de treinos com os jogadores-alunos. Começou por nos dizer:
 “É uma experiência que não vou esquecer, embora esteja nesta vida há muitos anos.
 A minha missão no Braga, está mais ligada ao futebol Sub-13 e à preparação física do jogador.
 Procuro minorar as carências e tirar os máximos proveito das potencialidades, por ve-zes escondidas, não visíveis dos jogadores.
 Estando ligado às classes mais jovens dá-nos a vantagem de preparar, dar formação e evitar que o jogador venha a enveredar por caminhos que a nada conduzem”
 Hugo Vicente como vê a invasão do futebol portu-guês por estrangeiros?
 “Se me pronunciar, posso ser acusado de nacionalismo exa-gerado. Sou a favor da utilização de jogadores nacionais.”
 No entanto na nossa Se-lecção Nacional conta com muitos “estrangeiros”, jo-gadores portugueses que jogam lá fora?
 “isso á uma “mais valia” para o futebol nacional. Está a acontecer agora com a classe de treinadores. è sinal de que somos apreciados lá fora.”
 Por último Zeca Marques o director da Academia de Futebol, acabou por nos dizer:
 “é Um dia grande para nós contar com os nossos alunos e com a presença de Agostinho Oliveira e Hugo Vicente. É sinal de que estamos no caminho certo e somos reconhecidos.
 Para que isto se tornasse realidade foi necessário o apoio dos nossos patrocina-dores, tais como da “Nandos”, a Kingsley Premium Beverage, o Roger Dinis e José da Camara bem como Gavin Guedes, não esquecendo Calos Duarte e Fernando Duarte “
 E quanto às incrições para a Academia:
 “Poderão fazer se contactarem através do meu telemóvel: 082 896  5563.
  Teremos todo o prazer de fornecer as informações precisas e os horários dos treinos. As instalações são muito boas.”