Sporting vence Vaslui em Alvalade e segura liderança e os oitavos

0
50
Sporting vence Vaslui em Alvalade e segura liderança e os oitavos

Sporting vence Vaslui em Alvalade e segura liderança e os oitavosGolos de Evaldo e de Matias garantem a oitava vitória consecutiva dos leões. Um golo de Evaldo, ainda na primeira parte, abriu caminho à oitava vitória consecutiva do Sporting e à liderança invicta na Liga Europa.

 Tal como nas duas rondas anteriores, os leões marcaram antes do intervalo, numa al-tura em que o melhor jogador do Vaslui já não estava em campo.
 João Pereira podia ter deitado tudo a perder, ao cometer grande penalidade, mas foi o brasileiro ex-Leixões quem perdeu a cabeça, depois de agredir o português. Matías, na segunda parte, selou o apuramento para os 16 avos-de-final.

 Com o empate (1-1) no outro jogo do Grupo D, entre Lazio e Zurique, as contas favoreceram ainda mais o leão, que, com nove pontos para disputar, assegurou sete de avanço sobre a concorrência.

 Na antevisão do encontro, e numa resposta a Jorge Jesus, Domingos Paciência considerou o Vaslui “melhor que o Otelul”, mas, a sêlo, o sexto classificado da Liga romena (três lugares acima do adversário do Benfica) praticamente não criou problemas ao Sporting.
 Em 90 minutos não fez um único remate e apenas Wesley, segundo melhor marcador da liga romena, com sete golos, conseguiu aproximar-se da baliza de Rui Patrício.

 A primeira vez para falhar a intercepção de cabeça a um cruzamento da esquerda, logo aos dez minutos. A segunda para sofrer grande penalidade e ser expulso.
 Foi aos 38 minutos, quando João Pereira travou em falta para castigo máximo o elemento mais perigoso do Vaslui.
 Wesley reclamou penalty, o português podia ter complicado as coisas (não só com a falta como com a atitude provocatória), mas foi o brasileiro quem perdeu a cabeça, agredindo João Pereira para receber ordem de expulsão.

 Pouco depois, Evaldo, que recuperou a titularidade com a suspensão de Insúa (tal como Carriço e Polga devido às lesões de Rodríguez e Onyewu), não desperdiçou de baliza aberta,  já depois de ter participado no melhor do ataque.
 Um excelente trabalho de Matias terminou num “empurrão” perfeito, a dois minutos do descanso.
 Ao contrário do que aconteceu nas duas rondas anteriores, o Sporting desta feita também marcou na segunda parte.

 Aos 50 minutos chegou a primeira ameaça, por Matías, que, finalmente, conseguiu na marcação de um livre forçar uma grande intervenção de Cerniauskas. É um capítulo para Domingos Paciência rever, uma vez que na primeira parte o Sporting dispôs de, pelo menos, cinco livre directos e nenhum ameaçou a baliza do Vaslui.

 O técnico aproveitou para trocar Pereirinha por Carrillo e o ataque leonino revigorou-se. E de que maneira. Se o Vaslui pouca resistência oferecia, com um jogador em campo como o jovem peruano, a arrastar atenções com um drible fantástico, acabou em sofrimento.

 Confiante pelo conforto de um golo e um homem a mais em campo, o leão soltou-se de vez e acabaria mesmo por fazer o segundo golo: Capel, uma vez mais, no lançamento, Carrillo nos pormenores e Matías na finalização. Um grande golo, com três grandes momentos, a 20 minutos do fim.
 Não haveria mais golos até ao fim, apesar de Schaars ter acertado no poste, mas não faltariam motivos de festa. À terceira jornada da fase de grupos, os leões carimbaram a passagem à ronda seguinte da Liga Europa.

 E no campeonato estão apenas a três pontos da liderança.
“O Sporting está de volta”,  ouviu-se pelo sistema sonoro do Estádio  José Alvalade no final do encontro.