Sporting sofre primeira derrota na Liga frente ao Rio Ave

0
65
Sporting sofre primeira derrota na Liga frente ao Rio Ave

O Sporting, ontem derrotado no terreno do Rio Ave (3-1), poderá perder, hoje segunda-feira, a liderança da I Liga se houver um vencedor entre Benfica e Sporting de Braga, na partida que encerrará a quinta jornada da prova.

  Ironicamente e com precisão, o conjunto treinador por Jorge Jesus perdeu os primeiros pontos no campeonato 24 horas depois das palavras do seu técnico, que valeram ‘parangonas’ de Imprensa: “Se a equipa está trabalhada por mim, em Portugal tem que ser a me-lhor”.

  Os vila-condenses fizeram, praticamente, o resultado no primeiro tempo, com os golos de Tarantini (29 minutos), Guedes (36) e Gil Dias (43), já que o Sporting apenas respondeu aos 82, pelo holandês Bas Dost, assistido por Gelson Martins.

  Um desfecho que pode redundar numa mudança de ‘comandante’ caso haja um vencedor no Benfica-Sporting de Braga, que se hoje (Estádio da Luz, às 21:00), pois ‘encarnados’ e ‘arsenalistas’ têm 10 pontos, me-nos dois do que os ‘leões’ e os mesmos que Rio Ave e FC Porto, equipa que empatou sem golos em Tondela.

  Entre os ‘dragões’ instalou-se a intermitência de resultados, comprovada com um empate sem golos no terreno do agora último classificado Tondela, onde perdeu os dois primeiros pontos da época contra equipas ‘do outro campeonato’, descontando a derrota, na terceira jornada, no ‘clássico’ de Alvalade, por 2-1.

  Foi, por outro lado, uma semana de empates para os portistas, contando com o 1-1 de quarta-feira, em casa, frente ao FC Copenhaga, para a Liga dos Campeões.

  Mas, Nuno Espírito Santo, no final do encontro em Tondela, insistiu que “a equipa competiu”, mesmo face à ausência de golos e à cedência de pontos diante do novo ‘lanterna vermelha’ e agora única equipa do campeonato que ainda não venceu.

  Torna-se curioso, por isso, que o máximo goleador, à quinta jornada, seja um ‘dragão’ emprestado ao Vitória de Guimarães (10.º, com sete pontos): o maliano Marega, que soma quatro tentos, o último dos quais conseguido no empate (1-1) cedido em casa, frente ao Belenenses (nono, com oito pontos), no sábado.

  A par do eterno campeonato dos ‘grandes’, onde nos últimos anos apenas o Sporting de Braga se tem conseguido imiscuir, são os dois recém-promovidos, Desportivo de Chaves e Feirense, que estão a reclamar o estatuto de surpresa nestas primeiras cinco jornadas.

  As duas equipas seguem com nove pontos e repartem o quinto posto, o mesmo que dará acesso, no final da prova, às pré-eliminatórias de qualificação para a Liga Europa.

  Os flavienses mantêm-se invictos, no que se equiparam apenas a Benfica e Sporting de Braga, e conquistaram três pontos no reduto do Arouca (15.º, três pontos), com um golo solitário de Perdigão, aos 44 minutos.

A equipa de Santa Maria da Feira, por sua vez, foi ao Bessa vencer o Boavista, por 2-1, com golos de Tiago Silva (28) e Vítor Bruno (90+2), enquanto Bukia (73) marcou pelos ‘axadrezados’, que terminaram o jogo reduzidos a 10, por expulsão de Lucas, responsável pela falta da qual resultou o livre direto de onde ‘saiu’ o golo feirense e também ‘culpado’ do primeiro golo.

  O Boavista desceu um lugar, para 12.º, com cinco pontos, os mesmos do Paços de Ferreira, que no sábado goleou fora o Vitória de Setúbal (oitavo, oito pontos), por 4-1.

  A ronda começou com um dérbi madeirense na sexta, com a primeira vitória do Nacional (16.º), conseguida diante dos ‘vizinhos’ do Marítimo (17.º), ficando ambos com três pontos, e prosseguiu sábado com o triunfo do Estoril-Praia (13.º) sobre o Moreirense (14.º), por 2-0, os dois, agora, com quatro pontos.