Sporting de Braga manteve o nulo no Anfield Road Stadium

0
81
Sporting de Braga

Sporting de BragaO Sporting de Braga saiu  com a vantagem intacta e eliminou o Liverpool dos oitavos de final da Liga Europa em futebol, prova em que está a fazer história, ao passar pela primeira vez aos quartos de final.

 Domingos Paciência tinha prometido um Sporting de Braga destemido no mítico palco de Anfield Road e cumpriu, com os bracarenses, aguerridos e solidários, a realizarem uma exibição personalizada, frente a uma equipa com pergaminhos na Europa.
 Com vantagem na eliminatória, depois do 1-0 obtido em Braga (Alan assinou o golo de grande penalidade), o Sporting de Braga, com Vandinho recuperado, entrou tranquilo em Anfield Road.
 A equipa de Domingos Paciência, com rigor nas marcações, entregou a iniciativa do jogo aos "reds", que apostaram em futebol directo, procurando a cabeça de Carrol em cruzamentos sucessivos para a área.

 O Liverpool teve mais bola e o colectivo de Braga não deixou de tentar a sorte no contra-ataque, mas aos remates de Lima (15 e 26 minutos) correspondeu o guarda-redes Reina.
 O Sporting de Braga, com uma pressão logo no meio campo contrário, continuou a tapar os caminhos para a sua baliza, anulando as ações ofensivas da formação de Kenny Dalglish.
 Aos 30 minutos, Raul Meireles teve um passe magistral a isolar Lucas, que perdeu no ombro a ombro com Rodríguez, permitindo que Artur captasse a bola.

 Após 45 minutos marcados pelo equilíbrio, as duas equipas recolheram aos balneá-rios, ouvindo-se alguns assobios à actuação da equipa britânica.
 O Sporting de Braga iniciou a segunda parte com a mesma determinação em manter o Liverpool afastado do último terço do terreno.
 Depois de Carrol ter pontapeado sem bola Rodríguez (52), um ressalto fortuito na sequência de um pontapé de canto aos 60 colocou a bola em Alan, com apenas Reina pela frente, sem que o árbitro auxiliar tenha assinalado posição irregular.
 No entanto, Alan não conseguiu dominar a bola nem dar-lhe a melhor direcção.

 Os bracarenses continuaram a tentar surpreender os ingleses através de transições rápidas, embora sem provocar sobressaltos à defesa dos anfitriões.
 Excepção aos 64, quando Sílvio realizou um cruzamento para Alan, mas o avançado brasileiro chegou ligeiramente atrasado para fazer a emenda para a baliza.
 Dalglish quis dar maior poder atacante ao Liverpool e colocou Ngog na frente de ataque.
 A formação inglesa intensificou a pressão e a defesa do Sporting de Braga foi resolvendo as situações sem contemplações.
Aos 85, Skrtel visou a baliza e Artur evitou o golo com uma excelente defesa, negando o tento ao Liverpool.

 Nos descontos (90+2), com o Sporting de Braga a tentar ganhar esgotar tempo com a posse de bola, o Liverpool teve a derradeira chance, mas Ngog falhou o cabeceamento a centro de Bruno Meireles.
A festa no relvado acabou por ser do Sporting de Braga.