Sporting de Braga mais maduro vence em Guimarães e segue em frente

0
54
Sporting de Braga mais maduro vence em Guimarães e segue em frente

O Sporting de Braga foi  vencer no terreno do Vitória de Guimarães por 2-1, apurando-se para a quinta eliminatória da Taça de Portugal de futebol, num "clássico" minhoto emotivo e marcado por alguns lances polémicos.

 Numa partida poucas vezes bem jogada, o Sporting de Braga alcançou a primeira vi-tória fora esta temporada na casa do vizinho e rival de Guimarães, triunfo que fez por merecer.

 A maior experiência dos bracarenses prevaleceu sobre um Vitória, que não esteve nos seus dias e não aproveitou a vantagem numérica que teve durante quase 25 minutos.

 Os visitantes marcaram na primeira parte no espaço de dois minutos, por Rafa (39) e Pardo (41), tendo a equipa da casa reduzido aos 70 minutos, por André André, na conversão de uma grande penalidade, lance que originou a ex-pulsão de Marcelo Goiano (acumulação de cartões amarelos).

 O jogo começou intenso e logo aos dois minutos Bruno Gaspar tirou quase em cima da linha de golo um cabeceamento de Éder após centro de Pardo.

 O Vitória respondeu com alguns remates perigosos, mas não conseguia criar uma clara situação de golo e, aos 22 minutos, Traoré parece ter derrubado Ruben Micael na grande área, mas Duarte Gomes, bem colocado, nada assinalou.

 Dez minutos depois, Éder rematou com muito perigo, cruzado, mas ao lado e, na resposta, o Vitória ficou muito perto de inaugurar o marcador: livre da direita, João Afonso, ao segundo poste, de cabeça, a servir Bouba que, no coração da área, rematou ligeiramente ao lado (35).

 Mas foi mesmo o Sporting de Braga a adiantar-se, com um grande golo de Rafa: excelente trabalho individual do jovem extremo a tirar dois defesas do caminho e remate em arco que não deu hipóteses ao guarda-redes Assis.

 O Vitória de Guimarães criou perigo logo a seguir, mas Bouba fez de defesa adversário e, no contra-ataque imediato, o Sporting de Braga dilatou o marcador, num lance que os vitorianos reclamam ser precedido de ilegalidade.

 A bola sobrou para Pardo que, depois de tirar um defesa do caminho, fez a bola passar por entre as pernas de Assis.

 O Vitória entrou para a segunda parte algo adormecido e, logo aos 55 minutos, Rui Vitória reforçou o ataque com a entrada de Jonathan Alvez.

 Três minutos depois, o avançado uruguaio esteve envolvido num lance polémico, já que depois de disputar um lance com André Pinto, o central do Braga jogou a bola com a mão, ficando os vitorianos a pedir grande penalidade.

 Aos 70 minutos, surgiu um dos momentos do jogo: grande penalidade de Marcelo Goiano sobre Hernâni, num lance muito duvidoso, e expulsão do defesa esquerdo bra-carense por acumulação de cartões amarelos.

 André André converteu o castigo máximo, mas a partir daí o Vitória quase não criou mais perigo, abusando de lances individuais e mostrando pouca clarividência.