Sporting Clube de Joanesburgo inaugura Vitrina dos Troféus num almoço convívio com convidados

0
64
Sporting Clube de Joanesburgo

Sporting Clube de JoanesburgoNas colunas do nosso “Século de Jonaesburgo” já tivémos a grata oportunidade de divulgar o trabalho das colectividades portuguesas da África do Sul.

Que apesar da limitação de espaço  da exiguidade orçamental, sem qualquer subsídio governamental, quer de Portugal ou da África do Sul, conseguem manter o “barco” a navegar. Vivem todas num “aperto” financeiro, mas sobrevivem graças à dedicação e `tenacidade dos seus dirigentes, colaborado-res e associados, que com perserverança procuram manter entre as suas paredes o muito que nos liga às nossas tradições bem portuguesas, nunca esquedendo a assimilação e integração pois vivemos num país de acolhimento.

 O desporto não tem sido descurado, antes pelo contrário serve de elemento catali-zador, que como na química, provoca uma reacção crescentre entre os familaires que acorrem às sedes sociais e aos campos desportivos com os seus filhos.
 Hoje particularmente vamo-nos debruçar sobe o Sporting Clube de Joanesburgo, situado no Christoperson Park, na President Steet em Turffontain.
 Do seu historial sabemos que remonta a dezenas de anos, foi fundado em 1963, no bairro La Rochelle, que na altura contava com uma predominância de residentes portu-gueses e era conhecido por Sporting da La Rochelle sendo a filial nº170 do Sporting Clube de Portugal.
 No passado sábado dia 26 de Março o Sporting realizou um almoço de convívio, que ser-viu para a inauguração de uma vitrina gigante onde agora ostenta com muito  orgulho todos os troféus conquistados nos seus 47 anos de existência. Para além dos habituais simpatizantes e adeptos do Sporting de Joanesburgo, contou também com a presença do dr. Carlos Pereira Marques, Cônsul Geral de Portugal em Joanesburgo.
 A cerimónia principiou com os discursos de circunstância.

 Artur Martins, relações púbicas do clube foi o mestre de cerimónias do evento. No uso da palavra, deu as boas vindas aos presentes e mostrou a sua satisfação por ter mais uma vez a casa cheia – sinónimo de que a alma sportinguista continua.
 Durante a sua curta intervenção Artur Martins a certo passo afirmou:
 “Temos aqui caras novas, envergando com orgulho a camisola do Sporting, bem como, com muita honra contamos com a presença do dr Carlos Marques Pereira,  Cônsul Geral de Portugal para a área de Joanesburgo.

 Para aqueles que não nos conhecem, podem ver aquí muito trabalho e dedicação da nossa Direcção e de colaboradores que nos mantém  já lá vão quatro décadas. Como podem verificar, o nosso clube está completamente inserido no mosaico cultural e racial da actual África do Sul.
 Mantemos com orgulho a nossa identidade lusitana mas, não nos esquecemos, que estamos na África do Su e os nossos associados e principalmente os jogadores representam o caleidoscópio onde vivemos. Mas para elaborar sobre o assunto vou ter o prazer de chamar Tony Rodrigues, nosso presidente da Direcção.

 Tony Rodrigues começou por afirmar:
 “É com muito orgulho que vejo esta casa cheia de amigos e dou as boas vindas a todos  incluindo ao nosso Cônsul Geral de Portugal.
 Nós aquí no Sporting temos uma situação previlegiada, pois etamos muito perto de bairros populosos.
 Posso informar que temos mais de 500 jogadores de futebol, das mais diferentes categorias. Alguns começaram aquí a jogar aos três anos. Muitos deles vão integrar a equipa-Sub12 de futebol que vai participar no “Mundialito de Futebol no Algarve, em Portugal.
 Ainda o ano passado mandamos jóvens futebolistas nossos a estagiar na Acade-mia de Futebol do Sporting, situada em Alcochete. Há dois anos estivémos presentes num Torneio Internacional de Futebol que se realizou nas Caldas da Rainha. Tudo isto foi conseguido à nossa custa, com a angariação de fundos através de festas, comparticipação dos pais que têm sido incansáveis.

 Está claro que temos uma cota que os associados pagam, cerca de 850 randes, para terem os seus miúdos a jogar. Temos também muitas crianças que são filhos das empregadas domésticas da zona residencial. Não temos a coragem de lhes levar dinheiro. Somos nós que comparticipamos nas despesas.
 Hoje é com orgulho que vamos inaugurar a Vitrina dos Troféus. Ficamos a ganhar espaço na nossa sala de reuniões.
 Faz parte dos nossos planos aumentar esta área de convívio com alterações no edifício, re-pavimentar a zona de estacionamento. Por enquanto temos apenas dois campos relvados. Durante os torneios operamos milagres para albergar os 500 jogadores que participam sub-dividindo os campos. Estamos a negociar mais dois relvados.

 Esta sala é demasiado pequena para receber os organizadores e os pais.
 Lá fora, nos dias dos torneios, para além dos jogadores contamos com os fami-liares que ao redor dos relvados divertem-se com as suas chorrasqueiras. e a apoiar as equipas. Chegamos a ter perto de cinco mil pessoas no re-cinto.
 Era bom que viessem cá para se aperceberem do que estamos a fazer pelo desporto.
 Mas no Sporting não se joga apenas futebol, pois também nos dedicamos ao hóquei em patins. É um orgulho pertencer ao Sporting. A nossa Direcção está a procurar um bom etendimento com as outras colectividades portuguesas da região e tudo faremos para nos unirmos. Será com muito prazer que receberemos dirigentes dos outros clubes. Somos todos portugueses.”

 Depois usou da palavra Paulo Neves, presidente da Liga de Futebol Amador da Região que começou por dizer:
 “Vou ser comedido nas minhas palavras. Como presidente da Liga quero dar os parabens ao Sporting de Joanesburgo por tudo que tem feito no futebol do Gauteng. Ter tantas equipas e manter os miúdos a jogar é algo de enaltecer.”
 Também o dr. José Pereira Marques, Cônsul Geral na sua intervenção disse:
 “Esta é a minha primeira visita ao Sporting de Joanesburgo mas prometo que não será a última. Virei cá mais vezes. Estou surpreso com aquilo que estou a ver e a ouvir.

 São iniciativas como esta que são de louvar, pois mantém os nossos jovens apegados ao desporto e às tradições de Portugal. Os meus parabens ao presidente da Direcção e a todos os obreiros deste pequeno mas Grande clube.”
 De seguida o Cônsul Geral de Portugal foi convidado para cortar as fitas e assim oficialmente inaugurar a Vitrina dos Troféus, acompanhado por Tony Rodrigues o presidente do Sporting de Joanesburgo.
 Foi servido o almoço e Artur Martins, relações públicas e angariador de fundos da colectividade ainda teve mais uma intervenção, na qual acompanhado de fotos de slides explicou aos presentes as linhas e regulamentos que norteiam o clube.
 Ficou-nos na memória que o Sporting está situado numa zona onde não abunda a riqueza.

 Existem muitos miúdos na zona – e o Sporting com as suas iniciativas desportivas está a tentar e a conseguir tirar os miúdos da rua e leva-los a praticar futebol, que é o desporto favorito do clube. Também se pratica o hóquei patinado que regressou ao clube.
 No tocante ao futebol conta com 500 jogadores que compôem as 35 equipas – co-meçando pela Primeira Categoria, Reservas, 2 grupos de femininos e contam também com equipas de jogadores de quatro anos de idade, na formação até aos Sub-20.
 Todos os dirigentes e o grupo de monitores e treinadores fazem-no nos seus tempos livres, porque gostam do des porto e de ajudar os miúdos, sem serem remunerados.

 A meados de Abril a equipa Sub-12 de futebol parte com destino ao Algarve, para participar no “Mundialito”, onde vão estar mais de 300 miúdos de todo o Mundo, representando o Real Madrid, o Inter, O Manchester United e evidentemente a “prata da casa” tais como o Benfica, o FC Porto o Sporting Clube de Portugal. É a primeira vez que uma equipa sul-africana foi convidada a participar nesta prestigiosa competição.
 Os custos desta deslocação da equipa Sub-12 estão orçados em mais de 300 mil randes. Tudo foi possível graças à boa vontade dos colaboradores que organizaram festas, torneios e jantares para angariarem fundos necessários.
 No próximo sábado, no Núcleo de Arte e Cultura irá realizar-se um jantar de gala, no qual a equipa será apresentada, bem como o equipamento que envergarão.

 Também estarão presentes os patrocinadores que tornaram possível dar realidade a este sonho.
 Todos são de opinião que os miúdos merecem. Alguns fazem parte da equipa há nove anos. Aprenderam muito evoluiram bastante nas coisas do futebol.

 Como dissemos de início o Sporting de Jonaesburgo é uma organização que não procura lucros.
 Em 2004 um grupo de associados decidiu criar um fundo para ajudar o clube. Com esse dinheiro foi possível melhorar as condições  nos campos, nomeadamente as torres de iluminação, os balneários e o “club house” onde fica o restaurante e a sala de reuniões.
 A quota cinge-se a 850 randes por ano. O Sporting iniciou uma campanha à procura de patrocinadores. Está a vender espaço publicitário nos seus campos.
 Para mais detalhes deverão contactar Tony Rodrigues, presidente da Direcção para o cell: 082 371 98 70;
Fax: 011 434 44 36 ou pelo email:
 tony.rodrigues@voda-mail.co.za