Sp Braga regressa às vitórias

0
104
Sp Braga

Sp Braga Depois de três desaires consecutivos, todos eles fora de portas e com diferentes leituras e abordagens, o Sp. Braga voltou aos triunfos, com uma vitória por 3-1 sobre a Naval.

 Domingos não gostou da forma como foi vista a fase negra da equipa, usando como metáfora o desabar do mundo sobre a equipa. A entrada em jogo do Sp. Braga foi cinzenta. O desacerto a meio-campo chegou a inquietar o público presente e a falta de ligação entre sectores era evidente.
 Nem parecia a mesma equipa que, por exemplo, tinha fei-to a vida negra ao F.C. Porto, no melhor jogo do campeonato.
 Mossoró que regressou à titularidade seis meses depois da noite azarada da Luz era um dos rostos do desacerto, a par de Matheus, mas conseguiu levar a melhor no duelo com o azar. Aproveitando uma bola que Salín já tinha defendido por duas vezes, atirou a contar e abriu o activo. Estavam decorridos 27 minutos e os minhotos até nem tinham feito muito por isso.

 O segundo tempo começou com a mesma toada amena e o encontro acabou por ter o seu espasmo logo aos 51 minutos. Lance muito confuso e, aparentemente, faltoso a dar o segundo golo ao Sp. Braga.  A bola desvia em Orestes e ganha altura. Vai cair sobre a linha de golo onde Salín, carregado por Alan, apenas consegue confirmar o inevitável.
 Até ao final foi apenas esperar pelo resultado final que, sabia-se, apenas poderia diferir nos números.
 Deu para mais um para cada lado. Primeiro por Paulo César, após passe de Salino.
 Depois por Fábio Júnior, a empurrar entre os centrais bracarenses, numa altura em que eram queimados os últimos cartuxos.

  FICHA DE JOGO:
 Encontro no Estádio Axa, Braga
 Resultado:
 Sp Braga, 3-Naval, 1
 Ao intervalo, 1-0
 Marcadores:
 Márcio Mossoró, 1-0. 27m
 Orestes (autogolo), 2-0, 51
 Paulo César. 3-0, 81 m
 Fábio Júnior, 3-1, 90 m
 Equipas:
 Sp Braga:  Felipe, Sílvio, Paulão, Moisés, Elderson, Luís Aguiar, Vandinho, Márcio Mossoró, Alan, Matheus, Lima
 Naval:  Salin, Orestes, Carlitos, Daniel Cruz, Ro-gério Conceição, João Pe-dro, Godeméche, Marinho, Bolívia, Alex Hauw, Previtali
 Árbitro: Vasco Santos