Shoprite com recorde de vendas apesar das restrições de covid-19

0
136

  O maior ‘retailer’ da África do Sul, Shoprite, revelou ter atingido um recorde de vendas no seu mercado-chave nas 52 semanas, até 28 de Junho deste ano, apesar das restrições significativas de ‘lockdown’ decretadas por causa de covid-19.

  “Nosso segmento operacional principal de Supermercados RSA aumentou as vendas em 8,7%, representando um aumento de 9,8 biliões de randes para 122,4 biliões. As vendas das operações contínuas em Supermercados não RSA diminuíram 1,4%”, disse o director executivo, Pieter Engelbrecht.

* Destaques operacionais

    As vendas de mercadorias aumentaram 6,4% para um recorde de 156,9 bilhões;

    Excluindo o impacto da hiperinflação, o lucro comercial aumentou 10,4% para 8,3 bilhões;

    O lucro líquido diluído por acção (DHEPS) aumentou 2,5% para 765,8 centavos;

    O DHEPS ajustado aumentou 16,6% para 717,5 centavos;

    O dividendo do ano inteiro, de acordo com a política do Grupo de 2x cobertura DHEPS, aumentou 20,1% para 383 centavos.

  A Shoprite disse que abriu um total de 147 lojas, incluindo 101 lojas corporativas e 46 franchises, no mesmo período.

  O negócio principal do grupo, Supermercados RSA, representando 78% das vendas do grupo, é representado por 1.638 lojas das principais bandeiras comerciais Shoprite, Usave, Checkers, Checkers Hyper e LiquorShop.

  Como um segmento, Supermercados RSA al-cançou um crescimento de vendas de 8,7% e numa base comparável aumentou as vendas em 6,8%. As vendas do segundo semestre cresceram 7,5%. A inflação interna do segundo semestre de 3,4% aumentou dos 2,7% divulgados nos primeiros seis meses para uma média de 3,0%.

  As duas semanas anteriores aos 35 dias iniciais  do Nível 5 resultaram num crescimento elevado das vendas em todas as nossas três marcas de supermercados, mas digno de nota foi o crescimento significativo no negócio de Checkers reposicionado de ponta média a alta (incluindo Checkers Hyper) que agora representa 39,6% das vendas locais.

  A rede de supermercados Checkers, com 37 Checkers Hypers, aumentou a venda de merca-dorias em 13,5%. A estratégia da “Checkers para aumentar sua parcela de gastos no segmento médio-alto do mercado continua a sustentar o crescimento da rede. A Checkers, inclusive a Checkers Hyper, opera agora em 261 lojas na África do Sul ”, disse o grupo.

  Desse total, o número de lojas Checkers FreshX aumentou para 28 de 21 lojas no ano anterior.

  A Shoprite aumentou as vendas em 5,5%, adicionando seis novas lojas líquidas à sua base para encerrar Junho de 2020 com 503 lojas. A Usave aumentou as vendas em 16,5%, adicionando 14 novas lojas líquidas para encerrar o período financeiro com 374 lojas.

  O negócio de bebidas alcoólicas do grupo, representado pela Shoprite LiquorShop e Checkers LiquorShop, o impulso de crescimento de vendas do primeiro semestre continuou em Fevereiro e acelerou, antes das restrições, em Março.

  Os regulamentos de ‘lockdown’ de covid-19 exigiam o encerramento completo das lojas de bebidas por 66 dias e, subsequentemente, restringiam o comércio a quatro dias por semana (de segunda a quinta-feira) no mês de Junho.

  A combinação de 20,5% de crescimento nas vendas no primeiro semestre seguido por uma queda nas vendas no segundo semestre de 29,5% resultou numa queda de 3,3% nas vendas no ano. LiquorShop representa 5,8% das vendas da RSA em supermercados.

  Olhando para o futuro, a Shoprite disse que tem “um trabalho de projecto considerável para recuperar”.

  “No total, incluindo catch-up para 2020, projectamos gastar cerca de 4,8 bilhões de randes em despesas de capital com aproximadamente 95% do valor relacionado às nossas operações RSA”, afirmou o director da cadeia, Pieter Engelbrecht.

  Levando em consideração as limitações ao comércio em certos segmentos devido aos regulamentos de restrições existentes, o grupo disse que negociou antes das expectativas desde o início de Julho até agora.

* Shoprite aumenta recursos bancários

  O grupo Shoprite diz que sua a nova conta transaccional do mercado monetário permitirá que empresas e instituições dos sectores público e privado façam pagamentos móveis em massa com segurança para milhares de pessoas, sem incorrer em altas despesas bancárias.

  O grupo lançou a conta actualizada em Agosto e, em última análise, planeia oferecer os recursos transaccionais de uma conta bancária completa.

  Os clientes podem usar a conta para aceder a muitos dos serviços disponíveis nos balcões do mercado monetário nas lojas (Money Market).

Isso inclui serviços como:

    Pagamento de contas de serviços públicos;

    Compra de tempo de antena e dados;

    Uso de Selos de Poupança;

    Enviar e receber dinheiro;

    Compra de passagens de autocarros;

    Lotaria.

  Em vez de ficar em longas filas para levantar dinheiro em caixas electrónicas ou multibancos, os clientes também podem usar as suas contas do mercado monetário para fazer transacções em qualquer loja Shoprite, Checkers ou Usave.

  O recurso mais recente adicionado à conta permite que as empresas usem a conta do Shoprite Money Market para processar pagamentos em massa para qualquer destinatário – precisando apenas de um telemóvel para fazer a operação.

  “A conta digital gratuita – que é mais segura, mais eficiente e mais barata do que contas bancárias – pode ser usada por empresas, entidades governamentais, ONGs e instituições de caridade, para pagar a qualquer pessoa, sejam cidadãos sul-africanos ou estrangeiros, com facilidade e segurança.

  Pagamentos em massa, incluindo recompensas, incentivos e vales de alimentação, podem ser enviados para destinatários que precisam apenas de um telemóvel, mesmo sem acesso à internet, para levantar seus fundos. Isso inclui beneficiários de bolsas, a maioria dos quais faz compras nos supermercados do Shoprite Group.

  A conta do mercado monetário está disponível no novo aplicativo Shoprite ou USSD. Não há formulários, sem taxas mensais, sem taxas de carregamento e sem taxas de transacção. Todos po-dem abrir uma conta e os clientes têm total controle de seu dinheiro, pois os pedidos de débito não podem ser feitos.

  “Está bem ciente que as contas do mercado monetário se tornaram cada vez mais relevantes para as empresas sul-africanas, instituições governamentais e ONGs, pois facilitam os pagamentos de forma segura, eficiente e com baixo custo”, disse Jean Olivier, director geral dos Serviços Financeiros do Grupo Shoprite.

  Olivier sublinhou  que o rápido crescimento na adopção de dinheiro móvel foi estimulado pela covid-19, o que tornou as pessoas cada vez mais relutantes em usar dinheiro.

  A pandemia também obrigou a uma necessidade de instituições governamentais, empresas e ONGs obterem ajuda e pagamentos de salários o mais rápida e eficazmente possível, especialmente à luz dos desafios de emitir o subsídio de 350 randes da covid para os beneficiários, e de empresas que desejam obter fundos para seus trabalhadores durante o bloqueio, disse.

  “Entendemos que a Agência de Segurança Social da África do Sul paga R20 para cada beneficiário, enquanto as EFTs normalmente custam R7 por transacção. Essas taxas não se aplicam a transacções do mercado monetário. A economia é significativa”

  Para registar a conta, Shoprite disse que os clientes podem baixar o novo aplicativo Shoprite da App Store ou Google Play Store, ou discar * 120 * 3534 # e inserir seu nome completo, ID ou número de passaporte e escolher um PIN de cinco dígitos.

  Acrescentou que o carregamento de dinheiro na conta é gratuito.