Secretário da Educação do Governo Regional da Madeira visita comunidade na África do Sul

0
64
Secretário da Educação do Governo Regional da Madeira visita comunidade na África do Sul

O Governo Regional da Madeira faz-se representar pelo secretário regional da Educação, dr. Jorge Maria Abreu de Carvalho, nas cerimónias do Dia da Região Autónoma da Madeira e das Comunidades Madeirenses na África do Sul, que decorrem de 30 de Junho a 8 de Julho em Joanesburgo, Klerksdorp, Pretória, Benoni, Bloemfontein, Durban e Cidade do Cabo.

 A chegada do secretário regional da Educação a Joanesburgo está prevista para a manhã da próxima quinta-feira, dia 30 de Junho.

 A primeira cerimónia do programa da visita será um almo-ço na Academia do Bacalhau de Joanesburgo, que esta semana decorre na sede da empresa Wines of the World, em Bertrams, onde o anfitrião será o comendador Giorgio Pagan.

 O jantar será a convite da cônsul-geral de Portugal em Joanesburgo, Luisa Fragoso, e conta com as presenças do coordenador do Ensino de Português, Rui Azevedo, e dos membros do Conselho das Comunidades Portuguesas – arquitecto Gilberto Martins, Vasco Abreu, Helena Pereira e José Contente.

 A sexta-feira, 1 de Julho, Dia da Região Autónoma da Madeira, será passada em Klerksdorp, onde o secretário regional Jorge de Carvalho visitará empresas de comerciantes portugueses, terá à hora de almoço um encontro com um número mais alargado de portugueses, jantando com a comunidade no Clube de Klerksdorp.

 No âmbito do programa da visita daquele membro do Governo Regional, a cerimónia oficial do Dia da Região Autónoma da Madeira será centrada no dia 2 de Jukho, sábado, num jantar de gala na Casa Social da Madeira em Pretória, pelas 19 horas.

 Para o dia 3 de Julho, domingo, consta no programa da visita uma missa na Igreja de Nossa Senhora de Fátima em Benoni e um almoço do Dia da Região na Casa da Madeira de Joanesburgo, em Alberton.

 O secretário regional chegará às 16 horas de segunda-feira, 4 de Julho, a Bloemfontein, tendo às 19 horas um encontro com a comunidade portuguesa do Free State na Igreja de Bloemfontein.

 No dia seguinte, o visitante tem um encontro agendado com o reitor da Universidade Central de Tecnologia, e uma reunião com o premier do Free State, Ace Magashule, na residência oficial do governo provincial, seguida de almoço.

 Ao fim da tarde, Jorge de Carvalho partirá para Durban, onde está previsto um jantar no Roma Revolving Restaurante.

 Na quarta-feira, 6 de Julho, visitará o Consulado Honorário de Portugal em Durban, os monumentos portugueses da cidade e almoçará no restaurante da Associação Portuguesa do Kwazulu/Natal-Sociedade Portuguesa de Beneficência do Kwazulu Natal Trust.

 Da parte da tarde desloca-se ao Estádio Moses Mabhida e ao Liceu DHS, onde o poeta Fernando Pessoa estudou durante a sua juventude.

 O jantar será no restaurante da Associação, promovido pelos “Poucos e Bons” e por membros da Representação da Comunidade Madeirense de Durban.

 O dia 7 de Julho, quinta-feira, será dedicado à Cidade do Cabo, de onde regressará à Madeira ao princípio da noite do dia seguinte.

 

* Presidente da República discursa na sexta-feira no Dia da Região da Madeira

 

 O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, realiza esta semana uma visita oficial de três dias à Madeira durante a qual, a 1 de Julho, presidirá, na Assembleia Legislativa, à cerimónia do Dia da Região.

 Marcelo Rebelo de Sousa chega à Madeira na quinta-feira, dia em que janta com Ireneu Barreto, Representante da República, no Palácio de São Lourenço, de acordo com o programa oficial divulgado no Funchal.

 Ainda segundo uma nota distribuída pelo gabinete do Representante da República na Madeira, na sexta-feira, pelas 10:00 horas, na Praça do Povo, Marcelo preside à Guarda de Honra conjunta pelos três ramos das Forças Armadas, dirigindo-se em seguida à Assembleia Legislativa da Madeira onde participará na sessão solene do Dia da Região Autónoma da Madeira.

 Finalizando o programa da parte da manhã, Marcelo Rebelo de Sousa almoça com o presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, que será antecedido por declarações aos jornalistas na varanda do jardim da Quinta Vigia.

 O primeiro dia da visita acaba com uma eucaristia seguida de Te Deum na Sé Catedral do Funchal e com um concerto de Rui Veloso acompanhado pela Orquestra Clássica da Madeira na Praça do Povo.

 No sábado, Marcelo Rebelo de Sousa visita a ilha do Porto Santo, inaugura o Núcleo Museológico Jorge Brum do Canto, participa na apresentação Projecto "Porto Santo Sustentável – Smart Fossil Free Island" pelo secretário Regional da Economia, Turismo e Cultura, Eduardo Jesus.

 Antes de regressar a Lisboa, em avião militar, Marcelo Re-belo de Sousa inaugura o Hotel Pestana Ilha Dourada.

 

* Brexit: Governo da Madeira aconselha emigrantes a ter calma

 

 O presidente do Governo Regional da Madeira aconselhou na sexta-feira a comunidade madeirense residente no Reino Unido a ter calma e a permanecer tranquila, face ao "choque democrático" que foi a decisão de sair da União Europeia.

 "A nossa comunidade, que eu conheço bem, está muito bem integrada no Reino Unido, é uma comunidade trabalhadora, respeitada, íntegra e que tem tido um papel muito importante na dinamização da economia do Reino Unido", disse Miguel Albuquerque, no decurso da sessão solene comemorativa do 514.º ani-versário do concelho da Ca-lheta.

 As autoridades estimam que 120 mil madeirenses residem e trabalham actualmente no Reino Unido, mas o presidente do Governo está convencido que não vão ser alvo de discriminação, embora reconheça que uma das bases do referendo que ditou a saída do país da União Europeia fosse contra a emigração.

 "Temos que ter alguma calma. A reacção tem de ser tranquila e ninguém pode entrar em pânico", sublinhou, lembrando que a Madeira tem relações com o Reino Unido há centenas de anos.

Miguel Albuquerque manifestou-se, no entanto, apreensivo quanto ao impacto da saída dos britânicos na economia regional, sobretudo no sector do turismo, tendo conta que só no ano passado foram re-gistados 1,6 milhões de dormidas de cidadãos do Reino Unido.