Samuel Silva na Direcção e o comendador Estêvão Rosa na Assembleia-Geral reeleitos para novo mandato

0
46
Comunidades

Em reunião efectuada na noite da penúltima quinta-feira, 12 de Maio, na Casa Social da Madeira, em Pretória, tomaram posse dos cargos para que foram eleitos em assembleia-geral ali realizada a 24 de Abril, os corpos directivos para o novo mandato de 2016, nesta colectividade madeirense, assim constituídos:

 Assembleia-Geral – presidente comendador Estêvão Rosa, vice-presidente António Correia de Freitas, secretárias comendadora Manuela Rosa e Lídia Pinto Correia Gonçalves; Conselho Fiscal – presidente Augusto Baptista Rosa, secretário Manuel Jardim e relator Paulo Sebastião.

 Direcção – presidente Samuel da Silva, vice-presidente administrativo Miguel Carreira, vice-presidentes Lino Faria e José Manuel Dias Roda, vice-presidente desportivo Tony Barreiro, vice-presidente cultural Maria Inês Balanco, 1º secretário Angelino Nascimento, 2º secretário Manny de Freitas, 1º tesoureiro Gilberto Basílio, 2º tesoureiro Virgílio de Castro, relações públicas João Serradinho, e secretária da secção cultural Cesária Teixeira.

 Assim e nos lugares de chefia foram reeleitos José Samuel da Silva na Direcção e o comendador Estêvão Rosa na mesa da Assembleia-Geral, enquanto Augusto Baptista Rosa sucedeu a Luís Ribeiro no Conselho Fiscal, subindo noutras posições, José Manuel Dias Roda de 1º secretário a vice-presidente, e Angelino Nascimento de vogal a 1º secretário da Direcção. 

 Antes da tomada de posse ali conferida nessa noite pelo comendador Estêvão Rosa, foi lida pela comendadora Manuela Rosa a acta da última assembleia-geral, aprovada no seu conteúdo por todos presentes, e analisados alguns pormenores que se prendem com o bom andamento da colectividade, todos os empossados prometendo dar o seu melhor para a dignificar.

 Ao usar da palavra nesta tomada de posse, o líder da assembleia-geral, comendador Estêvão Rosa felicitou os directores empossados, a todos desejando um bom mandato, apelando com essa finalidade à união e coesão, a seu ver essenciais para o sucesso que se pretende, enquanto Samuel da Silva, que no mandato anterior ali fizera um excelente trabalho – este ano também a desempenhar as funções de coordenador das celebrações do “Dia de Portugal” nesta mesma cidade de Pretoria -, a todos os que o acompanham pediu colaboração, porque só assim e em conjugação de esforços poderão conseguir algo de positivo para o engrandecimento que se pretende desta Casa Social da Madeira, e como tem provado o ligam fortes laços de amizade, e como tal o seu desejo em vê-la progredir.

 Recorda-se que José Samuel da Silva, natural da Boaventura da Ilha da Madeira, onde depois da instrução primária estudou nos Salesianos do Funchal, veio para a África do Sul em 1983, residindo inicialmente em Joanesburgo e Standerton, e a partir de1989 em Rayton, proximidades de Cullinan, onde é proprietário do Pick’n Pay e outros estabelecimentos contíguos a operar na área desse complexo comercia, e como presidente da Casa Social da Madeira, olhando ao que de positivo ali tem feito, considerada pessoa certa para o lugar que ocupa.