Rogério Zandamela nomeado novo governador do Banco de Moçambique

0
48
Rogério Zandamela nomeado novo governador do Banco de Moçambique

O presidente moçambicano nomeou Rogério Zandamela para o cargo de governador do Banco de Moçambique, em substituição de Ernesto Gove, que terminou o mandato após dez anos no posto, refere um comunicado da Presidência da República.

 A nota de imprensa indica que Rogério Lucas Zandamela é funcionário do Fundo Monetário Internacional (FMI), desde 1988, tendo exercido sucessivamente as funções de representante-residente da instituição no Brasil e de chefe de Missão do FMI para Arménia, Costa Rica, Gâmbia, Guatemala, Libéria, Malásia, Nicarágua, Peru, Trinidade e Tobago e Zimbabwé, no De-partamento de Mercados Mo-netários e de Capital.

 Gove deixa o cargo de governador do Banco de Moçambique numa altura em que era alvo de contestação por ter afirmado que desconhecia a existência de dívidas ocultas de mais de um bilião de euros divulgadas em Abril e contraídas entre 2013 e 2014 pelo anterior Governo.

 A revelação das chamadas dívidas escondidas levou o FMI e os doadores a cortarem o seu apoio financeiro ao país, condicionando agora o reatamento da cooperação financeira à realização de uma auditoria forense internacional.

 A incapacidade do Banco de Moçambique de conter a acentuada derrapagem do metical nos últimos meses e a inflação galopante também ensombram a saída de Ernes-to Gove do cargo.

 No início de Agosto findo, caíram mal junto da opinião pública moçambicana fotos de Gove e sua família na conta da filha da página da rede social Facebook a passarem férias em Miami, alguns dias de-pois de serem conhecidos limites impostos pelo banco central aos bancos comerciais no levantamento de divisas, devido à escassez das moe-das estrangeiras de referência, e face à crise económica prevalecente no país.