Rio Ave cede empate em casa frente ao Marítimo

0
114
Rio Ave cede empate em casa frente ao Marítimo

O Rio Ave e Marítimo empataram no sábado a um golo, em partida da 15.ª jornada da I Liga, que teve um final frenético, com os golos das duas equipas a acontecerem dentro dos cinco minutos finais.

 Quando nada fazia esperar, o Marítimo aproveitou uma desatenção dos jogadores locais, para se colocar em vantagem, por intermédio de Heldon aos 87 minutos.

 Só que, logo na jogada seguinte, o Rio Ave restabeleceu a igualdade, por Joeano, aos 89′.

 O empate, depois de ter estado a perder, acaba por ser um mal menor para o Rio Ave, que se assumiu, ao longo de todo o jogo, como a equipa mais dominadora, criando, logo aos três minutos, a primeira oportunidade de perigo, num cabeceamento de Tarantini, ao lado.

 Os madeirenses sentiam dificuldades para pôr cobro ao futebol mais atrevido dos vila-condenses, e não sustendo a acção do meio-campo contrário, expunham-se em demasia e não conseguiam armar uma resposta.

 Acabou por não surpreender, por isso, que o Rio Ave continuasse a levar mais perigo à baliza de José Sá que, por duas vezes, viu Sandro Lima estar muito perto de inaugurar o marcador.

 A equipa de Pedro Martins só conseguiu mostrar as "garras" já depois da meia-hora, quando Marakis, com um remate de longe, quase surpreendia o guardião local Ederson.

 O Rio Ave manteve-se mais dominador no regresso do descanso, mas não conseguiu materializar o ascendente em golos.

 Tarantini, na sequência de uma reposição lateral, ainda ameaçou o golo para o Rio Ave, mas a verdadeira emoção do desafio ficou reservada para os cinco minutos finais.

 Aos 86 minutos, Joeano, em posição soberana, permitiu a defesa ao maritimista José Sá e no contra-ataque Derley assistiu, de cabeça, Heldon, que se isolou e assinou o 1-0.

 Mas ainda os homens do Marítimo se recompunham dos festejos, e o Rio Ave conseguia restabelecer a igualdade. Logo na jogada seguinte, Tarantini isolou Joeano, para que o ponta-de-lança brasileiro, recém-entrado, repusesse justiça no resultado final.