Reviravolta à ‘leão’ e goleada pós-‘chicotada’ no topo da tabela

0
51
Reviravolta à 'leão' e goleada pós-'chicotada' no topo da tabela

Uma reviravolta em meia parte e uma goleada pós-‘chicotada’ marcaram a jornada 17 quanto à dupla da frente da I Liga de futebol, Sporting e FC Porto, já que o nevoeiro ‘adiou’ o jogo Nacional-Benfica.

  A equipa de Jorge Jesus, que chegou ao intervalo a perder por dois golos em Alvalade, ‘vingou-se’ da eliminação, pelos bracarenses, na Taça de Portugal, dando a volta ao marcador no segundo tempo, com golos de Adrien (57 minutos, através de grande penalidade muito contestada), do colombiano Montero (76) e do argelino Slimani (90).

  O Sporting somou o 44.º ponto e manteve, assim, quatro de avanço sobre o FC Porto, enquanto os ‘arsenalistas’, que chegaram a sonhar, com os tentos de Wilson Eduardo (41) e Rafa (45), mantiveram-se no quarto posto (29).

  O Benfica é provisoriamente terceiro (37), com menos uma partida realizada, precisamente a que estava aprazada para o Estádio da Madeira, frente ao Nacional, mas que foi interrompida com 7.28 minutos de-vido ao intenso nevoeiro.

  Sob efeito da saída do treinador espanhol Julen Lopetegui e com Rui Barros ‘a prazo’ no comando da equipa, os ‘dragões’ golearam o Boavista, no Bessa, por 5-0, com dois golos do camaronês Aboubakar (72 e 81) e um dos mexicanos Herrera (12) e Corona (62) e de Danilo Pereira (90+3).

  Um desfecho que mantém os ‘axadrezados’ abaixo da linha de despromoção, no penúltimo lugar, com apenas 10 pontos, agora a seis da equipa colocada imediatamente acima.

  Ainda no que toca aos lugares de acesso à Europa, nota para a vitória do Rio Ave, em casa, sobre o União da Madeira (15.º), com um golo solitário de Guedes (34 minutos), que ‘colou’ os vila-condenses ao quinto lugar, onde também está o Paços de Ferreira, com os mesmos 25 pontos.

  Os pacenses apenas jogarão hoje, frente ao Vitória de Setúbal, num jogo que encerraria a primeira volta, não fosse o adiamento da partida na Madeira, entre o Nacional e o Benfica.

  Quem ‘fugiu’ aos postos mais atrasados foi o Estoril-Praia, que subiu do 14.º ao 11.º posto, à custa de dois golos sem resposta frente ao Belenenses (12º), marcados pelos brasileiros Anderson Luis (80) e Leo Bonatini (90+3).

  O mesmo logrou fazer a Académica, ao somar o seu quarto triunfo na prova, frente ao Tondela, em casa, por 2-1 e passou a somar 16 pontos, mais seis do que o Boavista, penúltimo, e oito em relação ao Tondela, o ‘lanterna vermelha’.

  A outra goleada da ronda foi da autoria do Marítimo, que bateu o Moreirense por 5-1 e, assim, manteve o 10.º lugar (2-1), enquanto os ‘cónegos’ baixaram para o 14.º (17).