Reino Unido trata em Moçambique de consequências do Brexit

0
115
economico

A saída do Reino Unido da União Europeia constitui uma oportunidade para a realização de mais investimentos em Moçambique não indo ter um impacto negativo nas relações comerciais bilaterais, disse em Maputo o ministro britânico do Comércio Internacional.

 O ministro Liam Fox, que se deslocou a Moçambique no âmbito de uma digressão por alguns países da África Austral, disse ainda que o que mais preocupa os potenciais investidores britânicos é a garantia de estabilidade macro-económica e de um enquadramento legal estável.

 A Federação dos Produtores de Açúcar da SADC manifestaram na semana passada, em Maputo, o receio de perder o principal mercado do açúcar na União Europeia, com a saída do Reino Unido, que absorve mais de metade da produção colocada pelos países da região.

 De acordo com o jornal Notícias, de Maputo, o ministro tranquilizou os países da região dizendo que o seu país vai manter o relacionamento comercial agora existente que, no entanto, terá de ser sujeito a novas negociações.

 Liam Fox disse, por outro lado, estar o seu país disposto a apoiar Moçambique nas investigações às dívidas no montante de 2000 milhões de dólares contraídas por três empresas públicas com o aval do Estado e que estão na base do congelamento da ajuda internacional, tanto do Fundo Monetário Internacional como dos países do Grupo dos 14.

 Liam Fox visitou Maputo onde se reuniu com o Presidente da República, Filipe Nyusi e com o ministro do Comércio, Max Tonela, tendo em vista a revisão dos acordos comerciais entre os dois países, devido à saída do Reino Unido da União Europeia.