“Quero mostrar a África e ao Mundo que Angola tem uma boa Selecção”

0
153

Aos 63 anos de idade, tal como o actual “dragão” Jesualdo Ferreira e depois de ter conquistado tudo o que havia para conquistar à frente dos egípcios do al-Alhy Manuel José mudou-se com armas e bagagens para Luanda, assumindo o comando técnico dos “Palancas Negras”, afirmando que se trata de mais um importante e bem aliciante desafio, na sua carreira de treinador.

Mais de meia dúzia de anos depois de ver Gilberto Madaíl, algo inesperada e surpreendentemente, fechar-lhe as portas da Selecção de Portugal, com o brasileiro Luís Felipe Scolari a levar vantagem sobre o técnico português, Manuel José treina, pela primeira vez, uma selecção nacional, dizendo-nos até: “Acima de tudo, quero mostrar a África e até ao Mundo do futebol, que Angola tem mesmo uma boa selecção, capaz de exibir um futebol moderno e, se possível, vencer todas as competições que disputará.

”Senhor de um bem invejável palmarés à frente da equipa  do Cairo, onde surgem 5 vitórias no Campeonato do Egipto, e êxitos na Taça do Egipto, 4 triunfos na Supertaça do Egipto, 4 Ligas dos Campeões Africanos e 4 Supertaças Africanas, o que totaliza 19 títulos além fronteiras, Manuel José escolheu precisamente o “seu” Algarve, para o primeiro estágio da selecção angolana, tendo realizado igualmente em Portugal, o primeiro jogo da nova edição dos “Palancas Negras” chegou ao local do estágio, três horas depois da hora  arcada, tendo de imediato feito as malas e regressado a casa.