Queda do preço do petróleo angolano pode causar dificuldades em São Tomé

0
44
Queda do preço do petróleo angolano pode causar dificuldades em São Tomé

As dificuldades da indústria petrolífera em Angola podem ser um entrave para que os accionistas da Empresa Sãotomense de Combustíveis e Óleo (ENCO) “olhem para São Tomé e Príncipe com confiança”, disse o presidente da empresa em São Tomé.

 “Esperemos que os constrangimentos ligados à actual situação económica, particularmente na indústria petrolífera angolana, não venham a constituir um obstáculo ao bom funcionamento das actividades da ENCO”, disse o ango-lano Adalberto Nhinguisa durante a inauguração do novo edifício sede da empresa, um projecto que custou 10 milhões de dólares.

 O capital social da ENCO está nas mãos da Sociedade Nacional de Combustíveis de Angola, com 75%, do Estado são-tomense com 16% e de um grupo de pequenos accionistas com os restantes 9%.

 São Tomé e Príncipe deve mais de 40 milhões de dólares à ENCO, estando actualmen-te a negociar as condições de amortização dessa dívida.