Primeiro-ministro português quer PS comprometido na refundação do memorando de entendimento

0
61
Primeiro-ministro português quer PS comprometido na refundação do memorando de entendimento

O primeiro-ministro português afirmou que até 2014 vai realizar-se uma reforma do Estado que constituirá “uma refundação do memorando de entendimento” e defendeu que o PS deve estar comprometido com esse processo.

 No encerramento das jornadas parlamentares conjuntas do PSD e do CDS-PP, na Assembleia da República, Pedro Passos Coelho afirmou que não é possível adiar uma “reforma mais profunda do Estado” para “fora do quadro do memorando de entendimento”.
 O primeiro-ministro acrescentou que essa reforma do Estado constituirá “não uma renegociação”, mas sim “uma refundação do memorando de entendimento” e “deve comprometer todos aqueles que assinaram ou negociaram o memorando de entendimento”, como é o caso do Partido