Primeiro convívio mensal do ano na Casa do Benfica em Pretória

0
166

 Com um número de presenças a ultrapassar a meia centena de pessoas, teve lugar na tarde do penúltimo sábado, 3 de Fevereiro, o almoço mensal da Casa do Benfica, pioneira em Pretória neste tipo de confraternizações que praticamente promove desde a sua fundação na capital, e pela maneira como sempre têm decorrido e tratados os que neles participam, sem qualquer descriminação às simpatias clubistas de cada um, a todos recebendo de braços abertos, daí e como temos presenciado ao longo dos anos, em gerências de vários elencos directivos que por ela têm passado, por nela se sentirem bem, preferidos não só por parte da nossa comunidade, como também de outras nacionalidades.

 Prova disso e como agora voltou a acontecer, o primeiro a iniciar cada ano patrocinado pelo comendador Mário Ferreira, desta vez e depois da prece ali dirigida por PS Reddy, com entrada de moelas, fígados e asas de galinha, e os pratos principais de “paelha” à lá Xando, filetes de carne com molho de cogumelos e galinha assada, com os respectivos acompanhamentos, salada e sobremesa, contando-se entre os presentes e além do ofertante da refeição, o presidente do Clube de Futebol Estrela da Calheta, cargo que ocupa há oito anos, José Manuel da Silva, que acompanhado da esposa Manuela, chegaram da Madeira horas antes deste dia, para visita a seu irmão e cunhado Manny da Silva, a convalescer da doença grave que recentemente o afectou, membro directivo e incontestável apoiante da Casa do Benfica, assim como colaborante em torneios anuais do grupo da moeda de Donkerhouk, proximidades desta mesma cidade, competição que já chegou a vencer em 2015, sendo ali angariados naquela tarde, entre a colecta voluntária efectuada pelas mesas, e o leilão de uma camisola do “glorioso”, assinada pelo pre-sidente Luís Filipe Vieira e por todos os futebolistas do Sport Lisboa e Benfica na época anterior, um montante a ultrapassar os vinte e três mil randes, isto fora os lucros do bar, que para os difíceis tempos que correm, se pode considerar de excelente.

 Os agradecimentos às presenças ali naquela tarde, de modo especial ao patrocina-dor do convívio, comendador Mário Ferreira, e em particular a José Manuel da Silva, a este e sua esposa oferecendo medalhas com que normalmente são reconhecidas figuras de destaque que visitam esta Colectividade, estiveram a cargo do dinâmico presidente da Direcção, Lino Faria, aproveitando a oportunidade para ali dar conhecimento da assembleia-geral anual desta representação benfiquista, marcada para o dia 11 deste mês de Fevereiro, a iniciar pelas 11 horas, nela pedindo a presença de todos os associados, a fim de se poderem resolver todos os assuntos constantes na ordem de trabalhos.

 Por último e a pedido do visitante, foi dada a palavra ao presidente do Estrela da Calheta, que como frisou chegou no passado a desempenhar o cargo de presidente da junta de freguesia da Calheta, na Ilha da Madeira, José Manuel da Silva, para no seu breve improviso e depois de se mostrar surpreendido com o agradável ambiente que ali encontrou, a todos saudando com carinho e amizade, agradecer a deferências da recepção de que fora alvo, e das medalhas com que ele e sua esposa ali foram reconhecidos, com uma saudação ao jovem comendador Mário Ferreira, pelo que como importante ali lhe foi dado verificar, colaborar nos eventos da comunidade, a todos os presentes e suas famílias desejando as maiores felicidades neste novo ano de 2018, sendo o saudável ambiente encerrado com a nossa boa música popular, interpretada ao acordeão por Bernardino Vieira, e à concertina por Serafim Repolho.