Presidente do Governo Regional da Madeira recebido em euforia na Casa Social da Madeira de Pretória

0
116
Presidente do Governo Regional da Madeira recebido em euforia na Casa Social da Madeira de Pretória

A Casa Social da Madeira terá vivido com a presença do Presidente do Governo Regional da Madeira, dr. Miguel Al-buquerque, que ali foi recebi-do em autêntica euforia pela multidão que enchia por completo o vasto salão, um dos maiores dias da sua história.

 A exaltação ao governante começou fora do recinto, junto à entrada do salão, de tal ma-neira, que o grupo musical “Drum Café”, que se preparava para uma pequena exibi-ção de recepção, e os componentes do rancho folclórico dessa CSM, que faziam alas para a entrada desse ilustre visitante nas instalações, fo-ram por assim dizer impedidos de o fazer, com a avalan-che que ali se aglomerou, com o estalar de estrondosos petardos de serpentinas, a provocar como que nuvens de pulverização de pequenos confeitos de diversas cores, a originar a entrada como que aos apertões para o átrio de entrada no salão, onde o dr. Miguel Albuquerque descerrou com o presidente da co-lectividade que o recebia, Sa-muel da Silva, a placa alusiva a essa visita, com a seguinte inscrição:

 “Em reconhecimento à visita de Sua Excelência o Senhor Presidente do Governo Re-gional da Madeira, dr. Miguel Albuquerque à Casa Social da Madeira de Pretória, 06-12-2015”

 Em seguida e antes do almoço que ali foi servido, e pela disposição do “self-service” de boas iguarias da nossa gastronomia, todos se serviram em curto espaço de tempo, foram cantados em palco junto às respectivas bandeiras, pelo jovem artista da comunidade, Roberto Adão, diga-se com alma na voz, acompanhado em côro pelos presentes no salão, os hinos nacionais da África do Sul, de Portugal, e o da Região Autónoma da Madeira, cada qual sublinhado de estrondosa salva de palmas.

 Entre os presentes no salão, e a nível oficial, além do embaixador Ricoca Freire, o de-putado do DA no parlamento sul-africano, Manny de Freitas, a conselheira da embai-xada Ana e Brito Maneira, a cônsul-geral de Joanesburgo, Luísa Fragoso, o coordenador do ensino de português na África do Sul, Rui Azevedo, Carlota Amorim, chanceler da embaixada, o Frei Gilberto Teixeira, que ali procedeu à oração de bênção da refeição, e o seu colega Lameque André Michangula, da Igreja de Santa Maria dos Portugueses, e em representação de colectividades e instituições citadinas da comunidade, Paula de Castro pelos Lusíadas, Tony Oliveira pela Academia do Ba-calhau, Lino Faria pela Casa do Benfica e Ana Maria Furriel pelo Marítimo.

 Em entidades que visitaram, faziam parte da comitiva que acompanhou o presidente do Governo Regional da Madeira, dr. Miguel Albuquerque e sua esposa Sofia Fernandes à África do Sul, o secretário regional da Economia, Turismo e Cultura, dr. Eduardo Je-sus e sua esposa Sílvia Jesus; o chefe de gabinete do presidente do GRM, Rui Abreu e sua esposa Maria Abreu; o empresário luso-venezuelano Anacleto Teixeira e sua esposa Belen Brito; o empresário do ramo automóvel e representante na Madei-ra das marcas BMW, Mini e Hyundai, Duarte Carvalho e esposa Maria Graça; o em-presário luso-venezuelano e director do jornal Correio da Venezuela, Aleixo Vieira e esposa Maria Vieira; o sócio da ACIN e director de tecnologias de informação, Luís Sou-sa, o gerente da empresa Diá-rio de Notícias da Madeira, José Câmara e o subdirector do mesmo diário madeirense, Agostinho Silva; o director da Sociedade de Desenvolvi-mento da Madeira/Centro Internacional Negócios da Madeira, Filipe Nuno Teixeira; o director da empresa DATARE-DE, José António Silva Abreu; o director Mad Intax – Madeira Advaice for International Structuring, Rui Freitas; o di-rector da empresa Socicorreia, Custódio Correia; a empresária e directora da Classe House – Madeira Imobiliária, Lina Ramos; e Paulo Jardim e Victor Aguiar da RTP- Madeira.

 A seguir ao almoço, onde no decorrer do qual actuaram os artistas da nossa comunidade, Victor Tavares e Damião de Freitas, foram pelo presidente da CSM, Samuel da Silva, dadas as boas-vindas e agradecimentos à presença de cada um ali nessa tarde, com destaque para o Presidente do Governo Regional da Madeira, dr. Miguel Albuquerque, sua esposa Sofia e toda a comitiva que o acompanhava, bem assim ao embaixador Ricoca Freire, cônsul-geral de Joanesburgo, Luísa Fragoso, restantes funcionários da embaixada ali presentes, bem como aos comendadores, presidentes de outras colectividades e ao numeroso público que ali convivia, com uma palavra de agradecimento à sua Direcção, que muito o ajudaram, desde a confecção das especialidades para a refeição, à preparação do salão, em que sempre se encarregam de fazer todo esse trabalho, com palavras de apreço às duas senhoras que trabalharam na cozinha, e aos componentes do rancho folclórico da CSM, terminando com estas palavras:

 Esta Casa Social da Madeira os seus membros directivos, e toda a comunidade portuguesa aqui presente, estão hoje muito orgulhosos e reconhecidos à visita que lhe faz o ilustre Presidente do Governo Regional da Madeira, dr. Miguel Albuquerque, sua esposa e restante comitiva que o acompanha, a quem desejamos uma boa estadia, e que levem da África do Sul as melhores recordações.

 

* Miguel Albuquerque recebido de forma

amável, gentil e muito simpática

 

 Convidado a algumas palavras, o dr. Miguel Albuquerque começando por a todos sau-dar, e em seu nome e de sua mulher agradecer a forma amável, gentil e muito simpática com que ali foram recebidos neste dia, sendo para si uma grande honra poder estar ali, aliado ao grande prazer de poder conviver com todos, viria a iniciar assim o seu im-proviso:

 Como sabem um dos meus compromissos aquando da minha eleição para presidente do Governo Regional da Madeira, foi estreitar, aprofundar e manter uma relação calorosa, útil e permanente, entre a nossa Região Autónoma da Madeira, e aquilo que é a sua grande riqueza e o seu grande valor, que são efectivamente as nossas comunidades madeirenses radicadas no estrangeiro.

 A minha presença aqui convosco neste dia, representa para mim uma enorme alegria, aliado ao compromisso político deste governo perante aquilo que são os nossos eleitores, os nossos concidadãos e os nossos compatriotas residentes no estrangeiro, e por isso um duplo significado, o político de cumprimento àquilo que são as minhas obriga-ções enquanto presidente do governo, mas também do importante estreitamento das relações afectivas, culturais e económicas, entre a Madeira e as suas comunidades espalhadas pelo mundo, muito especialmente com a radicada na África do Sul, daí e desde que tomei posse do cargo há oito meses, já ter visitado a comunidade madeirense residente na Venezuela, a de Miami, e a da Inglaterra, e hoje estou aqui para uma visita de cinco dias à da África do Sul.

 Espero que esta visita se concretize em boas notícias, tanto no estreitamente das relações económicas afectivas e culturais entre a Madeira e a nossa comunidade aqui residente, uma vez que a nossa comitiva é integrada por um grupo de jornalistas, empresários e homens de negócios, para que possamos com os empresários aqui residentes colaborar e trabalhar em conjunto, sendo por outro lado importante olharmos para a Madeira como casa-mãe, lugar onde nasceram os nossos pais e avós, ou de que somos originários, sendo de toda a conveniência manter este vínculo, e esta ligação genética e afectiva á terra que é nosso berço, e muito importante aprofundarmos as nossas relações, uma vez que temos homens e mulheres sensacionais e de grande valor nas nossas comunidades, sublinhando mais à frente:

 São essas pessoas trabalhadoras, e determinadas que são o orgulho de Portugal e da Madeira, e representam para nós a imagem mais importante e de mais-valia no país ou da região em que residem  e desenvolvem a capacidade que demonstram, perante as dificuldades e forma como vencem as adversidades, a capacidade que demonstram, e sobretudo o prestígio que estas comunidades, desenvolvem, incluindo esta da África do Sul, pe-rante as autoridades de todo o mundo, daí o motivo de orgulho para Portugal o e com isso a nossa obrigação na Madeira e no país, manter e aprofundar os vínculos com  as nossas comunidades, a par de uma rede informática para mantermos uma ligação permanente entre as nossas comunidades via “skap” e via internet na Madeira, assim como também uma formação dos próprios organismos de representação das nossas comunidades, com um grande encontro que já este ano  decorreu em Agosto, e no futuro terá também a sua realização anual  na Madeira, onde todos sem excepção podem participar, e do nosso lado prestar-lhes todo o nosso apoio.

 

* Elogios ao bom  trabalho de Samuel da Silva na CSM

 

 Não basta virmos aqui de tempos-a-tempos, é essencial que esse relacionamento entre a Madeira, o governo, as instituições da Madeira e as suas comunidades seja permanente, e por outro lado seja extensivo a outras áreas, como a cultural e económica, assim como área dos empresários do turismo e novas tecnologias, e por isso trouxemos empresários que pela sua competência são um orgulho, muitos deles oriundos das nossas comunidades, que vieram na nossa comitiva, e que são hoje empresas de relevo na Europa e América Latina, e por isso senhor presidente – referindo-se a Samuel da Silva -, o que faz aqui nesta casa, o trabalho que tem desenvolvido com a sua direcção é mais uma constatação e mais um exemplo da capacidade dos madeiren-ses e da nossa comunidade, realizado aquilo que  de positivo é importante para todos nós.

 Aqui como na Madeira não há obstáculos a vencer, temos obstáculos, mas os obstáculos são apenas uma etapa para conseguirmos aquilo que necessitamos. Por isso em primeiro lugar queria meu querido amigo Samuel deixar aqui uma recordação da mi-nha passagem por este centro social, e de dizer que nunca esquecerei a forma tão simpática e amável como todos me receberam hoje aqui à entrada deste centro.

 Entretanto e como sabem, um dos nossos maiores embaixadores é o Cristiano Ronaldo, que conheço desde miúdo, e como me pediram trago  uma camisola desse grande futebolista conhecido internacionalmente, assinado por ele, que na dedicatória deixa um abraço à Casa Social da Madeira e a todos os emigrantes portugueses na África do Sul.

 Miguel Albuquerque também reconheceu em seu nome e do governo da Madeira com lembranças, o embaixador Ricoca Freire, a cônsul geral de Joanesburgo, Luísa Fragoso, e o representante do Banif, Sérgio Fernandes, deixando a terminar um caloroso abraço para todos, com estas palavras: “Para mim foi um dia inesquecível, um dia muito feliz e importante da minha vida estar aqui convosco”.

 Na troca de lembranças também o Presidente do Governo Regional da Madeira foi reconhecido com significativa recordação, uma linda pele de zebra que lhe foi entregue por Samuel da Silva, e as esposas de Miguel Albuquerque, Eduardo Jesus e Rui de Abreu distinguidas com ramos de flores. 

 Neste grandioso convívio onde o mestre-de-cerimónias Carlos Silva e José Fernandes Gomes festejaram o seu aniversário natalício, actuaram ainda o rancho folclórico da CSM, que por sua vez também reconheceu com lembrança o dr. Miguel Albuquerque, e o grupo musical “Drum Café”, acompanhado nos ritmos pelos presentes com o mini “drum” previamen-te colocado em cada cadeira no salão, e por último, antes do baile ao som da discoteca “Sounds.GR-8” de Paulo dos Santos, a artista da comunidade Diana-Lee de Sousa, de Witbank, tudo terminando em beleza.