Presidente da África do Sul esteve na capital angolana em Mini-Cimeira

0
115
Presidente da África do Sul esteve na capital angolana em Mini-Cimeira sobre a Região dos Grandes Lagos

O Presidente da República da África do Sul, Jacob Zuma, deixou na quinta-feira Luanda de regresso a Joanesburgo, depois de ter participado, como convidado, na II Mini-Cimeira dos Chefes de Estado e de Governo da Conferência Internacional da Região dos Grandes Lagos (CIRGL), realizada na capital angolana, que decidiu dar um ultimato às forças da FDLR para a sua rendição, até ao próximo mês de Dezembro.

 A cimeira, que contou também com as presenças dos presidentes de Angola, José Eduardo dos Santos, RDC, Joseph Kabila, Uganda, Yoweri Museveni,  e representantes dos Chefe de Estado do Ruanda, Tânzânia e da República do Congo, analisou a situação prevalecente nas Repúblicas Democráticas do Congo e Centro Africana.

A Mini-Cimeira foi antecedida de uma reunião dos Chefes de Estado Maior General das Forças Armadas dos países membros da CIRGL e de outra dos titulares da pasta da Defesa da mesma região.

 À margem da Mini-Cimeira, Jacob Zuma foi recebido pelo seu homólogo angolano, José Eduardo dos Santos, com quem abordou questões de interesse regional e multilateral.

 No Aeroporto Internacional de Luanda, o Presidente sul-africano, depois de passar em revista a Guarda de Honra,  recebeu cumprimentos de despedida dos ministros das Relações Exteriores e dos Transportes, respectivamente, Georges Rebelo Chikoti e Augusto da Silva Tomás.

Para além de Angola, que assumiu este ano a presidência da CIRGL por um período de dois anos,  pertencem ao bloco  Burundi, República Centro Africana, Congo, Re-pública Democrática do Congo, Quénia, Uganda, Ruanda, Sudão, Sudão do Sul e Tanzânia.