Presidente Cavaco Silva agradece oferta do seu retrato a óleo pela Associação Luso-Africana de Artes

0
158
Presidente Cavaco Silva

Presidente Cavaco Silva A inauguração da primeira exposição da Associação  Luso-Africana de Artes Visuais foi breve e conclusiva com três ligeiros discursos. O dr. José Nascimento fez a abertura e baseou-se no facto de haver tanto talento adormecido no seio da nossa comunidade, por tanto tempo, e mostrou orgulho da sua afiliação com tal projecto, agradecendo a todos os artistas por terem dado esta alegria à comunidade e por fim leu a seguinte carta enviada pelo chefe de Casa Civil do Presidente da República Portuguesa, José Manuel Nunes Liberato:

  Encarrega-me S. Exa. o Presidente da República de agradecer à Associação Luso-Africana das Artes Visuais a oferta do quadro a óleo da autoria do pintor Fernando Correia, de que foi portador o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.
  É um gesto de generosidade da Comunidade Portuguesa e da referida Associação, que muito sensibilizou o Presidente da República.
 Depois falou o cônsul-geral de Portugal em Joanesburgo, dr. Carlos Pereira Marques, que baseou o seu discurso mais na constituição altruísta e nos objectivos da nova instituição cultural ALAAV: “Reinvindicando a sua identidade própria, os portugueses afirmam desta feita, pela primeira vez , de forma unida a sua mestria e versatilidade também no domínio das artes plásticas, acrescentando assim uma nova faceta à já tão rica presença neste país”.

Finalmente o embaixador de Portugal na África do Sul, dr. João Ramos Pinto, mostrou “admiração pela quantidade e qualidade dos artistas portugueses na África do Sul” e prometeu promover e expandir a iniciativa e levá-la a outros horizontes.
 Foi assim, com estes três discursos, a abertura da exposição “O transcender colectivo dum sonho” que se tornou uma realidade com cerca de 200 visitantes, o que excedeu a expectativa dos organizadores – e tem sido visitada regularmente durante a semana que esteve patente.  Foram recebidas várias mensagens de apoio, carinho e entusiasmo. Eis alguns dos comentários extraídos do “Livro das Visitas”, o que certamente vai encorajar os promotores em fazer melhor para a próxima vez.

  “Muitos parabéns por esta excelente iniciativa” – embaixador João Ramos Pinto e esposa Maria Ana Ramos Pinto.
  “É sempre de louvar quem pugna pela expressão dos seus requintes sensoriais, imaginação, originalidade e a florescência do seu estílo e não aceita a mediocridade” – José Luis da Silva
  “Proudly Portuguese!” (Orgulhosamente Português) – Anette dos Santos.
  “O começo duma maravilhosa aventura” – Maria do Céu da Silva.

  “Os artistas estão de parabéns – que grande talento que andou desconhecido tanto tempo” – dr. José Nascimento.
  “Que maravilha.  Fiquei muito impresionada. Fico ansiosamente a aguardar a próxima exhibição – Tammy Clemente.
  Contactado pela Reportagem do “Século”, o coordenador da Associação Luso-Africana de Artes Visuais declarou que “como associação ficamos muito gratos pela maneira como fomos calorosamente recebidos e acarinhados, não só pelas entidades oficiais assim como pelo público em geral, o que nos dá satisfação e justificação pelo trabalho árduo.  Muito obrigado Comunidade”.

  De realçar a presença do dr. Anton Loubser, presidente Nacional da SANAVA (South African National Association for the Visual Arts), que à despedida “deu os parabéns pelo trabalho bem apresentado, da qualidade da arte e, em particular, o entusiasmo e mostrou desejo para em breve se encontrar com dirigentes da associação para tratar de assuntos de interesse comum e falar acerca do futuro como associação artística”.
  Os participantes na primeira exposição colectiva solicitaram ao nosso Jornal para divulgar “um muito obrigado público de todos os artistas para Dina Correia pela sua contribuição, empenho e dedicação que tornou ‘O Transcender colectivo dum sonho’ real.
  A exposição foi inaugurada a 24 de Julho no “it’s café” em Winchester Hills, Joanesburgo, e encerrou no primeiro dia do corrente mês de Agosto.