Preço do pão aumenta pela segunda vez em seis meses

0
124
Preço do pão aumenta pela segunda vez em seis meses

O preço do pão vai registar mais uma subida em Moçambique, devido ao agravamento do custo das matérias-primas, informou o presidente da Associação Moçambicana dos Panificadores (AMOPAO), citado na imprensa moçambicana.

 Esta será a segunda subida de preços do pão em menos de seis meses.

 Victor Miguel disse que a medida, a ser adotada em breve, visa responder à subida do preço das matérias-primas, principal dificuldade dos panificadores face à instabilidade do mercado internacional.

 A farinha de trigo, prosseguiu Victor Miguel, registou uma subida de 25% nos últimos tempos, tendo o saco passado de 1.040 meticais (18 euros), para 1.290 meticais (22 euros).

 As principais matérias-primas usadas pelos panificadores são importadas e, segundo Victor Miguel, isso faz com que o negócio seja vulnerável às oscilações económicas do mercado internacional.

 "Se não houver outra alternativa, naturalmente vamos ter de subir o preço, sob pena de vermos as nossas empresas encerradas", disse Vítor Miguel, observando que já há registo de operadores que fecharam os seus estabelecimentos devido à insustentabilidade do negócio, principalmente no centro do país.

 A última vez que o país registou uma subida no preço do pão foi em Outubro de 2015, quando o pão de 250 gramas passou de seis meticais (0,12 euros) para 7,5 meticais (0,15 euros), o de 200 gramas aumenta de 4,5 meticais (0,09 euros) para seis meticais (0,12) e o de 150 gramas passa de três meticais (0,06 euros) para 4,5 meticais (0,09 euros).

 Em 2010, o aumento do preço do pão e de outros produtos básicos provocou uma revolta popular em Maputo, causando a morte de várias pessoas em confrontos entre a população e a polícia.