Precisamos de portugueses com vontade de vencer

0
107
Precisamos de portugueses com vontade de vencer

Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, defendeu no sábado que o País precisa de "portugueses de têmpera", para "consolidar a trajectória de crescimento económico e criação de emprego que se tem vindo a conhecer nos últimos 12 meses".

 "Neste tempo que vivemos, de um programa difícil e que exigiu sacrifícios às populações, nós precisamos de portugueses de têmpera, com vontade de vencer e confiança no futuro. Já temos algumas indicações positivas: os últimos indicadores dizem-nos que a economia portuguesa, no primeiro trimestre deste ano, já cresceu 1,5% em relação ao mesmo trimestre do ano passado", alegou.

 Na sessão comemorativa da visita do Presidente da República ao concelho de Penedono, Cavaco Silva recordou que esta é "a Terra do Magriço, que Camões imortalizou".

 "Magriço foi um jovem cavaleiro que partiu para a Inglaterra e Flandres para mostrar a têmpera dos lusitanos, para mostrar que os portugueses eram gente de palavra e de honra", acrescentou.

 Ao longo do seu discurso, o Presidente da República aludiu às exportações nacionais, que dão indicadores de que "continuam a portar-se bem".

 "Os empresários e os seus trabalhadores, verdadeiros heróis destes tempos difíceis, estão a conseguir mostrar a qualidade dos produtos portugueses não apenas na Europa e nem apenas na África onde temos países de lingua oficial portuguesa, mas também na Ásia. Se conseguir-mos uma décima de quota de mercado na China, consegui-mos dar um pulo substancial nas exportações do nosso País", sustentou.

 A qualidade dos produtos nacionais é também "apreciada na América do Sul, não só no Brasil que fala a nossa língua, mas também na Colômbia, Chile, México, Peru e América no Norte: nos Estados Unidos da América e Canadá".

 "Significa que precisamos de reforçar a têmpera, a vontade de vencer, a confiança, para consolidar esta trajectória de crescimento económica e criação de emprego que temos vindo a conhecer nos últimos 12 meses", concluiu.

O chefe da nação visitou no concelho de Penedono a Cooperativa de Olivicultores do Vale do Torto e a Quinta do Monte, uma unidade de criação de porco bísaro de modo biológico.