Portugueses querem pagar pouco para aquilo que exigem do Estado

0
112
Portugueses querem pagar pouco para aquilo que exigem do Estado

O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, disse quarta-feira em Lisboa, que há um "enorme desvio" entre o que os portugueses esperam do Estado e o que estão dispostos a pagar por isso.

 "Existe aparentemente um enorme desvio entre o que os portugueses acham que devem ter como funções do Estado e os impostos que estão dispostos a pagar", disse o ministro Vitor Gaspar durante uma audiência na Comissão Parlamentar de Orçamento e Finanças, na Assembleia da República.
 "Esse problema é fundamental e difícil", acrescentou o ministro.
 Gaspar defendeu ainda que, sem as medidas de austeridade, "não teria sido possível concluir com sucesso quinto exame regular" da ‘troika’, o que "teria precipitado uma situação muito difícil para a sociedade portuguesa".
  O ministro das Finanças afirmou que "é preciso repensar as funções do Estado".
 Para o ministro, "a verdadeira carga fiscal é a despesa pública": "Se o aumento da carga fiscal gera descontentamento, a solução é só reduzir a despesa pública."
 Essa redução, contudo, "é difícil": "É uma redução que exige repensar funções do Estado e alterar profundamente a estrutura do Estado."
 O ministro rejeita que exista alguma "solução milagrosa", e considera que é preciso "grande maturidade do sistema político português" para abordar o debate sobre as funções do Estado.