Portugal tem de baixar salários mas não ao nível dos chineses – diz economista Paul Krugman

0
103
Portugal tem de baixar salários mas não ao nível dos chineses - diz economista Paul Krugman

Portugal terá de baixar os seus salários inevitavelmente relativamente aos principais países da zona euro, mas não ao nível dos chineses, considerou o nobel da economia Paul Krugman em Lisboa.

 O economista, que estava em Lisboa para receber o doutoramento ‘honoris causa’ pela Universidade de Lisboa, Universidade Técnica de Lisboa e Universidade Nova de Lisboa, disse em conferência de imprensa que “Portugal precisa de reduzir os seus salários relativamente aos países ‘core’ da zona euro”.
 “Não é simpático, mas é algo que terá de acontecer” disse o economista em resposta às questões colocadas pelos jornalistas, lembrando que Portugal tem um défice comercial muito elevado e que terá de ganhar competitividade.
 Esta redução terá de ser feita em relação à Alemanha, que diz ser a referência dentro da zona euro também em termos de salários, recusando a hipótese desta redução e salários ser feita numa dimensão mais elevada, exemplificando com a China.
 “Portugal não tem de reduzir os seus salários ao nível dos chineses”, disse.