Portugal tem capacidade para formar técnicos para fábricas da Embraer

0
51
Embraer

EmbraerPortugal tem “capacidade instalada” para formar os futuros técnicos das fábricas, em construção em Évora, da empresa aeronáutica brasi-leira Embraer, garantiu o secretário de Estado do Emprego e Formação Profissional, Valter Lemos.

 “Hoje, temos capacidade instalada para fazer essa formação. Portugal é um país que, na área da formação profissional, tem um desenvolvimento bastante significativo”, disse.
 O secretário de Estado falava aos jornalistas, à margem de uma visita de trabalho a Évora, que incluiu a consignação das obras de construção de um novo bloco do Centro de Formação Profissional local, dedicado à formação aeronáutica.
 O novo pólo prevê um investimento de quase três milhões de euros, incluindo a construção das instalações e a aquisição de equipamento, e deve estar pronto no final do ano.

 A formação nesta área, que já está a ser ministrada em Setúbal e em Évora, abrangendo mais de 150 formandos, insere-se no compromisso assinado entre o Governo e a Embraer, que está a construir duas fábricas na cidade alentejana.
 Este tipo de “áreas de ponta” desperta “enorme interesse” da parte dos jovens, realçou o secretário de Estado Valter Lemos, assegurando que o Governo está a “cumprir com rigor” os acordos em matéria de formação dos futuros trabalhadores da Embraer.

 “Tenho a certeza de que [a Embraer] ficará com todas as pessoas que são necessárias” para o seu processo de recrutamento, frisou.
 E, na área do emprego, esta formação profissional, que é “muito qualificada” e abrange áreas como a fabricação de materiais compósitos, montagens ou electrónica, é “mais uma oportunidade para os jovens”, nomeadamente os da região alentejana, se “poderem envolver no projecto”.
 Valter Lemos lembrou ainda a “importância regional e nacional” do projecto da construtora aeronáutica brasileira, pela sua “grande dimensão económica” e “impacto no emprego de forma significativa”.

 Quanto às instalações espe-cíficas para a aeronáutica no Centro de Formação Profissional de Évora, Valter Lemos realçou que vão permitir concentrar na cidade alentejana a “maior parte” da formação nesse setor.
 A Embraer iniciou, em Novembro de 2010, as obras das fábricas em Évora – uma de estruturas metálicas (asas) e outra de materiais compósitos (caudas) – e prevê a criação de 600 postos de trabalho diretos e 1 200 indiretos, num investimento inicial de 148 milhões de euros.
 De acordo com as previsões da empresa brasileira, as obras estarão concluídas no final de 2011 e a produção começará a partir de 2012, sendo as unidades dedicadas inicialmente ao suporte logístico de jactos executivos.

 Além da cerimónia relacionada com o projeto da Embraer, Valter Lemos presidiu ainda à abertura de um curso de formação para empresários, na Associação Comercial do Distrito de Évora.