Portugal quer ter papel mais forte no desenvolvimento económico da África Austral e Central

0
85
Portugal

PortugalO ministro português dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, defendeu na quintafeira em Luanda, em declarações à Agência Lusa, o fortalecimento do papel de Portugal no desenvolvimento económico da África Austral e Central, onde o país tem “muitos interesses”.

À chegada ao aeroporto de Luanda, onde foi presidir ao II Seminário Diplomático da África Austral, durante o fim de semana, Luís Amado apontou como primeiro objectivo deste encontro, que envolveu diplomatas, empresários e convidados, “dar continuidade a um trabalho de reflexão e preparação de toda a presença portuguesa nesta vasta região da África Austral e África Central”.

O ministro dos Negócios Estrangeiros português lembrou que na realização deste seminário – o segundo depois de uma primeira edição em 2007, realizado em Pretória, África do Sul – “Portugal tem muitos interesses nesta vasta região”, salientando que nesta parte do mundo está “uma população expatriada muito significativa”. “Portugal tem as suas maiores empresas nesta região, tem uma língua que é da região e de trabalho das organizações regionais, onde há grandes interesses económi cos e comerciais portugueses”, complementou.

Ainda no âmbito do seminário, Amado sublinhou que o objectivo “é aproveitar a sinergia de todos os recursos que estão n sta região, políticos, diplomáticos, económicos e empresariais, para fortalecer o papel de Portugal no desenvolvimento económico desta vasta região africana”. “É um trabalho de racionalitica mais votada com 1.311.027 apoiantes, que correspondem a 7.41 por cento, assegurando 30 lugares na assembleia nacional.