Portugal e Venezuela assinam contratos comerciais no valor de seis biliões de euros

0
45
Portugal e Venezuela assinam contratos comerciais no valor de seis biliões de euros

Portugal e a Venezuela assinaram na terça-feira 14 protocolos de cooperação durante a visita do Presidente Nicolás Maduro a Portugal, que abrangem desde a construção civil às obras públicas, sector agroalimentar ou turismo, num valor estimado de seis mil milhões de euros.

 O acordo mais significativo foi garantido pela empresa de construção Teixeira Duarte, através do memorando de entendimento com o ministro das Finanças da Venezuelana, que estabelece o compromisso de celebrar um contrato de obras públicas para a construção da nova Autoestrada Caracas – La Guaria avaliado em 4,4 mil milhões de dólares (3,2 mil milhões de euros).

 “É um percurso de 19 quilómetros, nove quilómetros de túneis e quatro quilómetros em viadutos, com três vias em cada direção. A execução é de 54 meses e a ata de início deverá ser assinada dentro de quatro meses”, precisou Luís Alves, representante na Venezuela da Teixeira Duarte, Engenharia e Construções.

 Este foi o contrato mais significativo entre 14 protocolos, actas, programas de cooperação ou memorandos de entendimentos bilaterais assinado entre empresários e responsáveis políticos dos dois países, numa cerimónia que decorreu no CCB e que conclui a 8ª comissão mista Portugal-Venezuela.

 “Angola e Venezuela são os nossos mercados mais importantes, mas em termos de construção, a Venezuela será a partir deste ano o mais importante”, confirmou Jorge Catarino, administrador da Teixeira Duarte.

 E empresa de construção civil portuguesa garantiu ainda a apresentação de uma “proposta económica e técnica” para o desenvolvimento de mais quatro projectos, que inclui a construção de molhos turísticos, e a construção ou reabilitação de portos.

 Acordos bilaterais para a construção de habitação social, no sector agroalimentar, ou a sinalização rodoviária da grande Caracas foram ainda outros projetos sublinhados.

A cerimónia, que decorreu no CCB, na presença do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, do chefe da diplomacia Paulo Portas e de vários membros do Governo e empresários dos dois países, assinalou a etapa final da visita de algumas horas que o Presidente da Venezuela efectuou a Portugal, no âmbito do seu primeiro périplo europeu.