Portugal derrota a Suiça e mantém liderança do Rugny Europe Trophy com terceira vitória seguida

0
45

  A selecção portuguesa de rugby venceu no sábado 24 de Fevereiro, no Complexo Municipal de Atletismo do Vale da Rosa, em Setúbal a selecção da Suíça por 31-17, na partida da terceira jornada do Rugby Europe Trophy. José Rodrigues, autor de dois ensaios, quatro penalidades e duas conversões, que perfizeram 26 dos 31 pontos da equipa nacional, foi a grande figura do encontro, com Hugo Valente a apontar, sobre o final, o terceiro ensaio luso.

  Depois dos triunfos nos primeiros dois jogos da competição, face à República Checa (45-12) e à Holanda (36-12), os “Lobos” entraram apáticos no jogo, ao não conseguirem desenvolver jogadas de perigo no meio campo suíço. Mais consistente, o conjunto helvético colocou-se em vantagem no marcador à passagem do minuto 18, num ensaio de Ludovic Porret, convertido por Simon Perrod (0-7).

  Numa primeira parte em que tudo correu mal a Portugal, fica o registo para as lesões de Vasco Ribei-ro, Vasco Mendes e António Cortes, que obrigaram o seleccionador nacional Martim Aguiar a mexer na equipa. A equipa portuguesa só por uma vez conse-guiu facturar antes do intervalo, numa penalidade transformada por José Rodrigues, aos 35 minutos, que reduziu a desvantagem lusa para 3-7.

  Os visitantes não acusaram, porém, a reação lusa e aproveitaram os vários momentos de desconcentra-ção de Portugal para dilatarem a vantagem para 3-17 no final do primeiro tempo, graças a dois ensaios, de Simon Perrod (40+2) e Ludovic Porret (40+5). Após o intervalo, Portugal entrou transfigurado, que por intermédio de José Rodrigues, converteu uma penalidade, o que encurtou a distância para 6-17.

  Com um dinamismo que nunca se viu na primeira parte, os “Lobos” atacaram e através do inevitável Jo-sé Rodrigues, reduziram para 13-17 através de um ensaio, aos 54 minutos e respectiva conversão. Se-guiu-se um período de equilíbrio, que voltou a ser in-terrompido aos 65 minutos, de novo, por intermédio de José Rodrigues, autor de uma nova penalidade que colocou o resultado na diferença mínima (16-17). Volvidos quatro minutos, José Rodrigues reforçou o facto de ser a figura do encontro, ao marcar a penalidade que operou a reviravolta no marcador (19-17, aos 69 minutos). Numa tarde em que esteve ir-repreensível, José Rodrigues voltou a facturar aos 80 minutos, com um ensaio que mereceu uma ovação do público que assistiu à partida em Setúbal.

 Conseguida a respectiva transformação, o marcador passou para 26-17. A fechar as contas de uma partida em que Portugal fez 28-0 no segundo tempo, apareceu Hugo Valente, que confirmou o triunfo luso com um ensaio aos 80+5 minutos.

  Portugal – Suíça: 31-17.

  Ao intervalo: 3-17.

  Sob arbitragem do romeno V. Iordanescu, as equipas alinharam:

  Portugal: Bruno Medeiros, João Corte-Real, Fran-cisco Bruno, Geordie Mcsullea, Fernando Almeida, Salvador Vassalo, Sebastião Villax, Vasco Mendes, Francisco Vieira, José Rodrigues, António Vidinha, Vasco Ribeiro, Tomás Appleton, António Cortes e Nuno Guedes.

  Jogaram ainda: Caetano Branco, Francisco Sousa, Manuel Pinto, Nuno Mascarenhas, Gonçalo Uva, Manuel Queirós, Hugo Valente e Bruno Rocha.

  Ensaios (3): José Rodrigues (54 e 80) e Hugo Valen-te (80+5).

  Conversões (2): José Rodrigues (55 e 80+1).

  Penalidades (4): José Rodrigues (35, 43, 65 e 69).

  Seleccionador: Martim Aguiar.

  Suíça: Dorian Hustaix, Maxime Lucon, Vincent Vial, Corentin Braendlin, Nicolas Guyou, Tim Voegtli, Jonathan Wullschleger, Cyrill Lin, Simon Perrod, Sebastien Dimitri, Ludovic Porret, Ghislain Montiel, Baptiste Cariac, Lucas Heinrich e Liam Kavanagh.

  Jogaram ainda: Corentin Delabays, Donovan O’Geady, Nathan Pelsy, Manuel Ronza, Edgar Alber e Benjamin Moritz.

  Ensaios (3): Ludovic Porret (18), Simon Perrod (40+2), Ludovic Porret (40+5)

  Conversões (1): Simon Perrod (19).

  Seleccionador: Olivier Nier.

Assistência: Cerca de 600 espectadores.

                        Michael Gillbee