Polícia resgatou comerciante português sequestrado estado venezuelano de Arágua

0
161

  A polícia venezuelana resgatou um comerciante português de 56 anos que tinha sido sequestrado por vários homens armados na localidade de El Concejo (90 quilómetros a sudoeste de Caracas), no estado venezuelano de Arágua.

  Segundo fontes policiais, o comerciante foi resgatado durante uma operação numa zona montanhosa de El Trapice del Medio (Revenga, el Concejo).

  Adelino Achada Ferreira foi raptado na sua residência, na noite de 30 de Dezembro, por vários homens armados, membros de um perigoso grupo criminoso apelidado de “El Cotejo”, e resgatado na tarde um dia depois.

  Os raptores exigiram o pagamento de “um alto valor em dólares” pelo resgate.

  Durante a operação, os polícias foram recebidos com tiros de espingardas pelos criminosos. Um dos raptores morreu e as autoridades tentam verificar o paradeiro de outros membros do grupo, cujo número não foi revelado, e que fugiram para uma zona de bosque.

  As autoridades confiscaram uma pistola “e

outras evidências de interesse investigativo”.

  A operação foi realizada por funcionários da Polícia do Estado de Arágua (100 quilómetros a sudoeste de Caracas), em coordenação com as autoridades municipais locais e oficiais da Guarda Nacional Bolivariana (polícia militar).

  As investigações continuam, através do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (CICPC, antiga Polícia Técnica Judiciária).

  Fontes policiais dão conta que o comerciante português foi resgatado em bom estado de saúde.

  Na Venezuela, a alta insegurança é tema frequente na imprensa local, afectando por igual tanto a cidadãos nacionais como a estrangeiros radicados no país.

  Com frequência os familiares das vítimas tentam evitar que os jornalistas saibam o que acontece.