Pirates parte para a 2.ª mão no Cairo com empate cedido em casa frente ao Al Ahly

0
70
Pirates parte para a 2.ª mão no Cairo com empate cedido em casa frente ao Al Ahly

Um golo tardio de Thabo Matlaba garantiu um empate a 1-1 para a equipa do Orlando Pirates  contra o Al Ahly na primeira-mão da final  da Liga dos Campeões Africanos da  CAF-2913 disputado no Orlando Stadium,   que esteve completamente esgotado, no sábado à noite no Soweto.

 O médio veterano Mohamed Aboutrika abriu o marcador para os “Diabos Vermelhos”  do Cairo com um pontapé-livre sublime aos 14 minutos do encontro.

 O seu tento parecia ser o suficiente, para garantir a vitória à equipa egípcia, mas o golo de Matlaba de alcance profundo, já conseguido no tempo dos acréscimos, no segundo tempo, refez a igualdade, dando algumas esperanças e tudo ficou adiado para a partida da segunda-mão, a realizar-se no Cairo.

 O golo de Aboutrika poderá provar  ter um valor inestimável, mas o Al Ahly  regressou à capital egípcia como claros favoritos, por ter conseguido um golo fora de casa .

 As equipas que principiaram a partida, os primeiros onzes,  não continham surpresas com os dois  treinadores optando por convocar  jogadores que já tinham sido  regulares durante todo torneio desta temporada.

  Ayanda Gcaba manteve seu lugar no 11 inicial nos “Corsários” com capitão do clube Lucky Lekgwathi nomeado entre os suplentes.

O treinador do Al Ahly Mohamed Youssef apostou na experiência enquanto Rogério de Sá, o técnico português dos Pirates, optou por ter mais  ritmo nas alas.

 O ambiente no estádio era deslumbrante e de festa com os adeptos nas bancadas repletas  a apoiarem as equipas.

 Concerteza os apoiantes do Orlando Pirates estavam em grande maioria a dar o seu suporte à equipa sul-africana, nesta partida crucial para as suas aspirações.

 No início do encontro a equipa dos Pirates, segurou o jogo e teve uma certa ascensação dentro do relvado sobre o adversário.

 No entanto, apesar de maior posse de bola e de comandar nas jogadas  foi o Al Ahly, que abriu o marcador logo no início, na conversão de um pontapé livre muito bem executado. Eram jogados 14 minutos.

 A equipa dos Pirates, não se deixou intimidar e aumentou o seu caudal ofensivo.

 Simplesmente, o mais importante não é atacar e ter a posse  da bola.

 É preciso saber concretizar e marcar.

 A linha avançada da equippa de Rogério de Sá desfrutou de muitas oportunidades, mas encontraram pela frente uma defensiva egípcia muito coesa, que em nada facilitou.

 Também faltou falta de movinentação e dessmarcação à equipa dos Pirates, Tinham as jogadas muito denunciadas.

 Agora tudo ficou adiado para o próximo encontro,

 

 FICHA DE JOGO:

 Encontro realizado no Or-lando Stadium, no Soweto.

 

 Resultado:

 Orlando Pirates, 1-Al Ahly ,1

 Ao intervalo, 0-1

Marcadores:

 0-1 :  Aboutrika 14 ‘; 1-1 :  Matlaba 90 +3’

 

 Equipas

 

 Orlando Pirates: Meyiwa ; Jele , Mahamutsa , Gcaba , Matlaba ; Klate , Jali , Manyisa Myeni ( Makola 76 ‘ ) , Segolela , Bacela ( Mbesuma 82’

Al Ahly : Sherif Ekramy ; Gomaa , Sayed Moawad, Mo-hamed Nagieb , Sherif Abdel Fadil , Abdallah Said ( Shedid 90 +1′ ) , Hossam Ashour , Ahmed Fathi , Mohamed Aboutrika ( Rabiea 81 ‘ ); Walid Soliman , Ahmed Abd El- Zaher (Da Silva 65 ‘ )

A segunda mão da final será disputada na capital egípcia, no Cairo na próxima semana, no domingo.