Paulo Bento quer sair de Moscovo mais reforçado na corrida ao Mundial de 2014

0
44
Paulo Bento quer sair de Moscovo mais reforçado na corrida ao Mundial de 2014

Paulo Bento quer que Portugal saia de Moscovo “mais reforçado” na corrida ao Mundial de futebol de 2014, frente a uma selecção da Rússia que elegeu como a “grande adversária” no grupo F de qualificação.

  Paulo Bento, que convocou pela primeira vez para a equipa lusa o defesa Luís Neto, advertiu que para atingir o “objectivo de conquistar três pontos” é necessário manter a “identidade” e “filosofia” de jogo da selecção nacional, mas admitiu que poderá ter de “defender mais do que desejava” na capital russa, no jogo de 12 de Outubro.
  “Aquilo que nos interessa é competir como temos feito e ir jogar a Moscovo com o objectivo de conquistar três pontos e sair mais reforçados na qualificação e com maiores possibilidade de alcançar o nosso principal objetivo, que é chegar ao Mundial em primeiro lugar”, indicou o técnico em conferência de imprensa realizada na sede da Federação Portuguesa de Futebol, em Lisboa.
  Paulo Bento lembrou que Portugal se prepara para disputar uma jornada dupla, em referência ao confronto quatro dias mais tarde com a Irlanda do Norte, no Estádio do Dragão, mas assinalou que o foco está na Rússia, num encontro em que o empate só poderá ser um bom resultado para o selecionador depois de esgotadas todas as possibilidades de triunfo.
  “É muito longe para irmos com esse objectivo. São cinco horas de voo… Temos de ir para ganhar. Se no fim chegarmos à conclusão de que o empate é justo ou que tivémos muita sorte, se calhar, ficamos satisfeitos. Mas já tivémos oportunidade de o fazer de forma clara na Dinamarca e não o fizemos. Eles [os jogadores] até iriam ficar desconfiados se lhes pedisse” para empatar, disse Paulo Bento.
  Para o treinador, a Rússia é a “grande adversária” na luta pelo primeiro lugar da “poule”, como o comprovaram os resultados dos dois primeiros jogos (vitória por 2-0 na receção à Irlanda do Norte e goleada por 4-0 em Israel), que a colocaram no topo da classificação, em igualdade com a “equipa das quinas”, vencedora dos confrontos com o Luxemburgo (2-1) e Azerbaijão (3-0).
  “Temos de manter a nossa identidade e filosofia. Nos dois jogos anteriores centrámo-nos mais na organização ofensiva e transição defensiva, neste jogo será um pouco diferente, todos os momentos serão importantes. Se calhar teremos de defender mais do que aquilo que desejamos”, observou, chamando também a atenção para o perigo que pode advir dos lances de bola parada.
  Paulo Bento observou que a Rússia é uma selecção que mantém as virtudes ofensivas demonstradas no Euro2012, apesar de não possuir jogadores capazes de desequilibrar individualmente, mas que se tornou defensivamente “mais agressiva e equilibrada”, por força da entrada do treinador italiano Fabio Capello.
  O treinador justificou a chamada de Luís Neto em função do “potencial”, das “características” e do “bom momento” que está a atravessar a carreira do defesa central do Siena, mas advertiu que não pensa promover “nenhum tipo de revolução”, pois preza muito a “estabilidade” do grupo.
  “O facto de estar entre os 23 eleitos deve ser motivo de satisfação, orgulho e realização pessoal. Precisa de trabalhar para ter a sua oportunidade, sabendo que temos mantido uma estabilidade ao nível da convocatória e do onze inicial que nos tem dado bons resultados”, defendeu.
  Paulo Bento reconheceu que a seleção russa terá alguma vantagem por atuar num relvado sintético com o qual está familiarizada, mas rejeitou que isso constitua um problema, lembrando os “bons resultados obtidos pelas equipas portuguesas” no estádio Luzhniki.
  “Não me parece que vá ser um obstáculo. Vamo-nos adaptar com facilidade, até porque tem vantagens. Quem jogou na Bósnia como nós jogámos [no ‘play-off’ de apuramento para o Euro2012], quando recebe um sintético até dá para sorrir. Prefiro que a FIFA homologue os sintéticos do que o da Bósnia”, assinalou.

* Lista de convocados

  Lista dos 23 futebolistas convocados pelo seleccionador português Paulo Bento para os jogos com a Rússia, na sexta-feira, e com a Irlanda do Norte, a 16, do Grupo F de qualificação do Mundial de 2014, no Brasil:
 Guarda-redes: Rui Patrício (Sporting), Eduardo (Istambul BB, Tur) e Beto (Sporting Braga).
  Defesas: João Pereira (Valência, Esp), Miguel Lopes (FC Porto), Bruno Alves (Zenit São Petersburgo, Rus), Pepe (Real Madrid, Esp), Luís Neto (Siena, Ita), Sereno (Valladolid, Esp) e Fábio Coentrão (Real Madrid, Esp).
 Médios: Miguel Veloso (Dínamo Kiev, Ucr), Custódio (Sporting Braga), Raul Meireles (Fenerbahçe, Tur), João Moutinho (FC Porto), Ruben Amorim (Sporting Braga) e Ruben Micael (Sporting Braga).
 Avançados: Cristiano Ronaldo (Real Madrid, Esp), Nani (Manchester United, Ing), Varela (FC Porto), Hélder Postiga (Saragoça, Esp), Pizzi (Deportivo Corunha, Esp), Nelson Oliveira (Deportivo Corunha, Esp) e Éder (Sporting Braga).