Pasteleiro Paulo Vieira fez réplica em bolo de um Boeing 737-800 para assinalar 20.º aniversário

0
19
comunidades

Na sexta-feira, 28 de Outubro, o terminal doméstico do aeroporto internacional de Joanesburgo, O.R. Tambo, foi palco de mais uma façanha culinária do pasteleiro português Paulo Vieira. O chefe pasteleiro construiu em bolo uma réplica do avião que será adicionado à frota da British Airways na África do Sul em Novembro deste ano, o Boeing 737-800. Para assinalar o 20.º aniversário da operação da British Airways for parte da  Comair e o 70.º aniversário desta empresa sul-africana. A Comair opera também a linha aérea de baixo-custo “Kulula.com”.

 O avião em bolo tinha um comprimento de quatro metros e componentes eléctricos móveis como as luzes e as turbinas.

 Para fazer o bolo foram necessários 1.575 ovos, 90 quilos de farinha para bolos, 4,5 quilos de fermento em pó, 60 quilos de açúcar, 45 litros de óleo, 30 litros de água, meio litro de essência de baunilha, 30 quilos de margarina, 20 quilos de açúcar em pó, 50 quilos de creme de manteiga (buttercream) e 80 quilos de massapão ou “fondant” para cobrir o bolo.

 A estrutura levou cerca de duas semanas a ser montada, com as ligações das luzes, hélices giratórias das turbinas e inclusive, o cockpit do avião com dois “pilotos” aos “comandos” do bolo. 

 Foi pelas 12h30 que a cerimónia teve lugar, com a presença do director-geral da Comair, que Paulo Vieira deu as boas-vindas às dezenas de pessoas em torno do bolo. “Vamos levantar voo?”, começou por gracejar o pasteleiro. “Este, sem sombra de dúvida, foi o bolo mais complexo e mais desafiante que eu fiz até hoje”, afirmação que valeu fortes aplausos e vivas de todos em torno do palanque onde se encontrava o bolo.

 “Isto é para comemorarmos os vinte anos da operação da British Airways que é um franchising da Comair”, acrescentou Vieira.

 O português chamou depois ao palco o CEO da Comair, Erik Venter, para dirigir algumas palavras ao público e depois proceder ao corte do bolo.

 “Estamos a celebrar setenta anos da Comair e vinte anos que operamos a British Airways aqui na África do Sul”, começou por declarar Erik Venter. “Quisémos trazer há vinte anos atrás, para a África do Sul, uma marca do mais alto nível e qualidade internacional. Até à data, já transportámos mais de dois milhões e meio de passageiros”, afirmação que valeu fortes aplausos do público.

 “Estamos continuadamente a evoluir e a tentar oferecer ao público o melhor serviço. E aqui está a prova”, afirmou ao apontar para o bolo, “esta é uma réplica do novo avião da Boeing que chegará este ano para renovar a frota que opera na África do Sul. Um 737-800 com a matricula ZS-ZWH”.

 “Temos para isso um programa de dez biliões de randes e esperamos que até 2020 a frota de 16 novos aviões esteja em plena operação.”

 Procedeu-se depois ao corte do bolo, cujas fatias foram distribuídas pelos passageiros e transeuntes do terminal de partidas domésticas no aeroporto internacional de Joanes-burgo.