Paços de Ferreira entra com pé direito na Liga ao vencer Sporting

0
162
Paços de Ferreira

Paços de Ferreira O Paços de Ferreira entrou  com o pé direito na Liga de futebol 2010/11, ao vencer em casa o Sporting, por 1-0, num jogo intenso, de domínio repartido e com várias oportuni-dades de golo O único golo da partida foi apontado aos 59 minutos por Mário Rondon – que na última época esteve emprestado ao Beira-Mar, então na Liga de Honra, e Rui Vitória adaptou a avançado -, a desviar ao primeiro poste um centro da direita de Manuel José.

 O venezuelano, em plano de evidência no encontro, marcou à terceira oportunidade e ainda viu Rui Patrício evitar o segundo tento com uma grande defesa, num jogo em que os pacenses acabaram por justificar o triunfo, pelo que fizeram na segunda parte.
 Com este resultado, os “Cas-tores” integram o grupo de líderes da prova, com três pontos, ao passo que o Sporting entrou em desvantagem relativamente aos directos opositores: o Sporting de Braga e o FC Porto.

 Paços de Ferreira e Sporting entraram na Liga 2010/11 com quatro “caras novas” de início, sendo a alteração mais significativa a registada na zona central da defesa pacense, entregue a Samuel e a Bura.
 Dois minutos após Mário Rondon ter chegado ligeiramente atrasado a um centro da direita de Manuel José, o médio internacional chileno do Sporting só apareceu no jogo aos 22, ao “descobrir” Hélder Postiga na área, mas Cássio negou o golo ao internacional luso, com uma grande defesa.
 Os mesmos intervenientes voltaram a estar em evidência dois minutos depois, aos 24, mas Hélder Postiga cabeceou à trave e depois Liedson não conseguiu chegar à bola para fazer a recarga.

 O “Levezinho” voltou a estar perto do golo aos 44 minutos, já depois de Manuel José, aos 29, ter ameaçado a baliza do Sporting, mas o guarda-redes Cássio, com mais uma grande intervenção, voltou a negar-lhe o golo.
Ao intervalo, Paulo Sérgio deixou no balneário o “apagado” Valdés, substituindo-o por Vukcevic, e colocou Matias Fernández a jogar como organizador de jogo, mas estas alterações não tivéram efeitos práticos.
 O Paços de Ferreira foi superior neste período e dispôs das melhores oportunidades de golo, com Mário Rondon em grande destaque, ao apontar o golo da vitória, a desviar um centro de Manuel José, uma imagem que podia ter repetido duas vezes, face a um Sporting que acabou o jogo a despejar bolas para a área.

FICHA DE JOGO:
 Encontro no Estádio da Mata Real, em Paços de Ferreira.
 Resultado:
 Paços de Ferreira, 1– Sporting, 0
Ao intervalo: 0-0.
 Marcador:
 1-0, Mário Rondon, 59 minutos.
 Equipas:

 Paços de Ferreira: Cássio, Baiano, Samuel, Bura, Jor-ginho, André Leão, Leonel Olímpio, David Simão (Javier Cohene, 80), Manuel José (Pedro Queirós, 90+2), Cae-tano (Nuno Santos, 88) e Mário Rondon.
 Sporting: Rui Patrício, João Pereira, Nuno Coelho, Anderson Polga, Evaldo, Daniel Carriço (Yannick Djaló, 69), Maniche, Matias Fernandez (Carlos Saleiro, 76), Valdés (Vukcevic, 46), Hélder Postiga e Liedson.
Árbitro: Artur Soares Dias (Porto).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Samuel (71) e Vukcevic (89).

Assistência: 4000 espectadores.