Ongoing estuda aumento de capital até final do ano

0
70
Ongoing

OngoingO grupo Ongoing tem em estudo um aumento de capital até final do ano com o intuito de reforçar a aposta na internacionalização, revelou o presidente Nuno Vasconcellos.

 “Estamos a estudar um aumento de capital, que pretendemos que se realize até ao final do ano, para reforçarmos o nosso projecto de internacionalização”, disse Nuno Vasconcellos à margem da apresentação dos resultados de 2010 da empresa.
 Em 2010 a maior exposição do grupo centrou-se no mercado português, com 53 por cento das vendas, seguindo-se o Brasil, com 40 por cento, e África, na casa dos sete por cento, um perfil “em mutação” que Nuno Vasconcellos adiantou que deverá mudar em 2011, com o Brasil a assumir mais de 50 por cento da actividade da empresa.

 O grupo Ongoing é um grupo económico multissectorial, de raíz familiar, que atua no setor das TMT e que tem como área preferencial de actuação o mercado de língua portuguesa. É líder do mercado de in-formação económica em Portugal, através do Diário Económico.

* Nuno Vasconcellos diz que Económico TV é já uma marca “global”

 O presidente do grupo Ongoing, Nuno Vasconcellos, descreveu o canal de televi-são Económico TV (ETV), produzido pelo jornal Diário Económico, como uma marca “global” que “foi difícil de pôr de pé” mas tem tido um crescimento sustentado.
 Prestes a fazer um ano de atividade, o ETV quer agora “estar mais perto dos telespetadores”, avançou Nuno Vasconcellos, à margem da apresentação dos resultados de 2010 da empresa.

 Nuno Vasconcellos realça que o canal de televisão acompanha a atualidade económica, “está presente no fecho da bolsa, no final”, tem diretos regulares quando tal se justifica e assenta numa estratégia multiplataforma do grupo Ongoing, que quer reforçar a presença no papel mas também assinalar a sua posição na televisão e no mercado dos ‘smartphones’ e dos ‘tablets’, como o Ipad.
 O Económico TV foi lançado a 6 de Maio de 2010 na ZON, alargando-se posteriormente aos operadores Cabovisão e Meo.
 O canal emite 16 horas diárias de informação económica e financeira em língua portuguesa e em alta definição e para além de emissão através de uma oferta de TV por subscrição, está disponível na Internet (http://www.economico.pt/) e no iPhone.

* Lucros da Ongoing quintuplicam em 2010 para 236 milhões de euros

 Os resultados líquidos consolidados do grupo Ongoing “mais do que quintuplicaram” em 2010 para os 236 milhões de euros, que comparam com os 45 milhões de euros registados em 2009, informou a empresa.
 Considerando o resultado revelado, “muito positivo, histórico”, descreveu o líder da empresa, Nuno Vasconcellos, a taxa composta de crescimento anual dos resultados líquidos do grupo presidido por Nuno Vasconcellos foi de 67 por cento entre 2007 e 2010, “prevendo-se que esta linha de desenvolvimento sustentado se mantenha” em 2011.

 “Esta evolução traduz o desenvolvimento das operações de gestão direta, mas também das participações estratégicas que o grupo Ongoing detém”, nota a empresa, que detém participações qualificadas na Portugal Telecom (PT), Zon Multimédia e Espírito Santo Financial Group.
 Em 2010 a maior exposição do grupo centrou-se no mercado português, com 53 por cento das vendas, seguindo-se as “actividades directas e indirectas” no Brasil, de 40 por cento, e África, na casa dos sete por cento, um perfil “em mutação” que Nuno Vasconcellos adiantou que deverá mudar em 2011, com o Brasil a assumir mais de 50 por cento da atividade da empresa.

 Para a evolução dos resultados líquidos de 2010 contribuiu o dividendo extraordinário pago pela PT em consequência da venda da participação na Vivo, assume o responsável da Ongoing.
 Incorporando a contabilização proporcional das referidas participações, as receitas do grupo cresceram 10,6 por cento para 620,2 milhões de euros, ao passo que o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da Ongoing cresceu 0,6 por cento, para 187,9 milhões de euros, com uma margem EBITDA de 32 por cento.

 No que refere à dívida da empresa, esta teve uma redução de sete por cento em 2010, para um “valor aproximado” de 700 milhões de euros, com a Ongoing a alterar o perfil da dívida para maturidades de médio e longo prazo.
 Já os capitais próprios do grupo aumentaram 30 por cento, para perto de 200 milhões de euros.

 Os resultados de 2010 serão utilizados, indica a empresa liderada por Nuno Vasconcellos, para “reforçar o balanço do grupo” e concretizar investimento, no “prosseguimento da estratégia delineada”, com foco nas TMT (Telecomunicações, Media e Tecnologia) e nos mercados de língua portuguesa.