O sucesso de basquetebol angolano além fronteiras

0
62
Angola

AngolaO basquetebol angolano, incontestável papão africano e maior representante do continente a nível do mundo, celebra no dia 18 deste mês 79 anos de existência, desde que no longínquo ano de 1930 foi lançada a primeira bola ao ar no país.

Ainda sob o jugo colonial, o país, mais precisamente Luanda, viu nascer de um recinto areal (para a prática de futebol) a modalidade que viria a ser um dos seus principais “símbolos” de expressão e reconhecimento no contexto das nações. Reza a história que a introdução desta modalidade, hoje cheia de sucessos além fronteiras, no mosaico desportivo nacional em que o atletismo, remo, futebol e a vela já se faziam sentir se deveu a Pina Cabral, oficial do exército português e professor de educação física do Liceu Salvador Correia, em comissão de serviço no então território ultramarino de Angola.

Segundo dados disponíveis na Federação Angolana de Basquetebol (FAB), foi este professor que em 18 de Maio de 1930 organizou, no Stadium do Ferrovia Atlético Clube, a primeira partida de basquetebol no país entre as equipas do Sporting Clube de Luanda e a Associação Académica do Liceu Central Salvador Correia, a qual registou o "placard" de 8-5, favorável aos “leoninos”. O jogo inseriu-se nas comemorações do 10º aniversá io dos sportinguistas e cada cesto contou apenas um ponto. No entanto, referem ainda os registos, o importante passo de Pina Cabral não foi suficientemente largo para lançar definitivamente a modalidade, uma vez que após a partida entre “leoninos” e “estudantes” só se voltaria a jogar basquetebol no território nacional passados seis meses. A resistência dos clubes em abrir as  portas à “bola ao cesto” era grande.