O guarda-redes que não usava luvas, o mais velho do Mundial 2014 e Buffon a fazer história

0
102
O guarda-redes que não usava luvas, o mais velho do Mundial 2014 e Buffon a fazer história

A poucos dias de ter começado o Campeonato do Mundo, apresentamos dados estatísticos em que a longevidade é o prato forte. Se em Portugal se diz que a idade é um posto, é noutras selecções que se verifica os maiores traços de experiência, nomeadamente na Itália, onde Gianluigi Buffon se pre-para para entrar numa lista muito restrita.

 Mondragón 20 anos depois, Buffon e Eto’o também estiveram no século XX

 O guarda-redes transalpino vai participar no seu quinto Campeonato do Mundo, algo que até hoje apenas foi conseguido pelo mexicano Antonio Carbajal e pelo alemão Lothar Matthäus.

 Buffon, de 36 anos, começou a sua participação em mundiais em França, corria o ano de 1998.

 O italiano viu a sua selecção chegar aos quartos de final e ser eliminada pela equipa gaulesa nas grandes penalidades.

 O guardião participou ainda no Mundial 2002, quando perdeu no prolongamento frente à Coreia do Sul nos oitavos de final.

 Na Alemanha, a selecção azzurri de Buffon conquistou o título mundial mas viria a perder, em 2010, na África do Sul esse título, não tendo passado da fase de Grupos. Os italianos ficaram em último lugar.

 Antes de Buffon, o alemão Lothar Matthäus já tinha chegado a essa proeza de parti-cipar em cinco mundiais.

 O germânico estreou-se em mundiais no ano de 1982, em Espanha. Seguiram-se as presenças no México, em 1986, na Itália, em 1990, nos Estados Unidos da América, em 1994, e França, em 1998.

 O momento de glória de Matthäus em fases finais de mundiais foi vivido no Estádio Olimpico, em Roma, a 8 de Julho de 1990, quando a manchhaft derrotou a Argentina de Maradona por uma bola a zero.

 Matthäus era o camisola número 10 de uma selecção que era orientada por Franz Beckenbauer.

 Mas o primeiro jogador a conseguir o feito de participar em cinco mundiais foi o mexicano Antonio Carbajal. Este guarda-redes, atcualmente com 85 anos, participou nos mundiais do Brasil, em 1950, Suiça, em 1954, Suécia, em 1958, Chile, em 1962, e Inglaterra, em 1966.

 Conhecido por La Tota (quando era miúdo não conseguia dizer o seu nome Antonio) ou El Cinco Copas (por ter participado em cinco mundiais), Antonio Carbajal era um guarda-redes "peculiar" pois defendia sem luvas. Ainda hoje, Carbajal diz que “não gostava” de defender com luvas e por isso não as usava em campo.

 Mas a lista de curiosidades não se esgota por aqui.

 No Mundial do Brasil, a grande estrela dos Camarões será Samuel Eto’o.

  Ora, o atacante africano, a par do colombiano Mondragón e Buffon, forma um trio de atletas que participaram em pelo menos um Mundial no século XX e vão participar agora no Mundial 2014.

 Eto’o esteve no Campeonato do Mundo, em 1998, em França.

 Já Faryd Mondragón, de 42 anos, é ainda o jogador mais velho da competição que vai ter lugar em terras canarinhas.

 O guarda-redes colombiano vai participar no seu terceiro Mundial, depois de ter estado com os cafeteros nos Estados Unidos da América, em 1994, e em França, em 1998.