O Clube Sport Marítimo de Joanesburgo no Pioneer Park, conta com oito equipas e 150 atletas

0
152
O Clube Sport Marítimo de Joanesburgo

O Clube Sport Marítimo de JoanesburgoÉ de enaltecer a dedicação dos dirigentes das colectividades portuguesas radicadas na África do Sul. Para além das horas de trabalho, de dirigir as suas empresas e os negócios, ainda arranjam tempo para dar a continuidade da nossa cultura, procurando também as-similar os costumes do país que nos acolheu.

 Hoje vamos dedicar a nossa atenção ao Clube Sport Marítimo de Joanesburgo, que conta como presidente Alberto Santo, coadjuvado pelos seus colegas, entre eles Manuel Canada, vice-presidente e Joe Quintal o secretário geral, membro coordenador que toca todos os instrumentos para que a colectividade não pare.

 Quarta-feira é um dos dias dedicados aos treinos e fomos encontrar nos seus relvados as equipas de futebol Sub-8, treinada por Jock Silva, a de Sub 14 com Vivito Mabasso a orientar enquanto os jovens Sub-16 contavam com Charles Dimoke como responsável.
 Tivémos a oportunidade de entabular uma breve conversa com Jock Silva, que começou por nos dizer:
 “Sinto-me feliz no Marítimo, pois existe entusiasmo entre os membros da Direcção, que tudo fazem para chamar a juventude a praticar desporto.
  A minha equipa de miúdos, por enquanto conto com oito, mas outros irão aparecer, espelha a realidade do nosso país, pois temos portugueses, sul-africanos, moçambicanos e angolanos.

 Gostava de lançar um apelo aos pais dos jovens portugueses para que tragam os seus filhos para o Marítimo. Temos vagas e um bom ambiente de trabalho.”
 Ao lado estava na sessão de treinos a Vivito Mabasso, responsável pelos jovens Sub-14. Antes de interromper o treino para a fotografia de grupo disse:

 “Além de ser jogador do escalão principal, venho aqui dar uma ajuda, pois estes jo-vens precisam de ser orientados. Neste momento temos 16 atletas mas creio que a partir de Maio teremos mais jovens interessados em envergar a camisola do Marítimo de Joanesburgo.
 Apesar do mau tempo, da chuva e do frio estes jogadores nunca faltam aos treinos. É um bom sinal.”
 Charles Dimoke estava concentrado com o seu grupo de Sub-16, à nossa aproximação mostrou-se disposto a falar:
 “Hoje temos aqui 13 rapazes pois o mau tempo tem prejudicado os nossos treinos. Mas creio que mais atletas virão, pois a situação do nosso clube é privilegiada, estamos perto de bairros que contam com muitos jovens.

 Torna-se necessário pedir aos pais que tirem os miúdos da rua, pois podem ganhar vícios e serem descaminhados. Tragam os miúdos até ao Marítimo para praticarem desporto.” Por volta das 19 horas começaram a chegar as jogadoras que integram a equipa de femininos do Marítimo de Joanesburgo.
 À espera estava Humberto Pereira, o novo treinador do grupo que ainda arranjou tempo para nos dizer:
 “Também sou novo aquí no Marítimo e a equipa deste ano é toda renovada.

 Estamos a começar de raiz e a nossa preparação este ano será mais de motivação, para criar interesse entre as praticantes.
 Não iremos esquecer o factor competitivo, mas não será o mais importante.
 Conto neste momento com 15 jogadoras mas queremos aumentar o número de praticantes, pelo que também espero que, as que aqui estão, tragam as suas amigas, colegas de escola, pois o Marítimo precisa de mais atletas e temos espaço para acomodar todas.
 Portanto tanto em masculinos, femininos e as classes mais jovens, no Marítimo es-tamos empenhados para captar mais jovens, não esquecendo também as equipas do primeiro escalão.”

 O Marítimo neste momento conta com oito equipas e 140 atletas.
 Para além dos Veteranos, tem a equipa de Primeiras e Reservas. Conta também com a turma feminina, bem como com jovens do futebol juvenil, nos escalões Sub-8, Sub-14 e Sub 16. A Direcção pretende mais praticantes e volta a apelar à juventude para virem.