Número de trabalhadores portugueses em Espanha caiu 2,43% desde o início do ano

0
114
Número de trabalhadores portugueses em Espanha caiu 2,43% desde o início do ano

O número de trabalhadores portugueses registados em Espanha era, no final de Abril, de 39.059, menos 317 do que no final do mês anterior, aumentando para 2,43% a queda desde o início do ano.

 Os dados do Ministério do Emprego e Segurança Social consolidam uma tendência de descida dos últimos quatro anos, em que o número de trabalhadores portugueses caiu quase 60% desde o início da crise.

 Em termos mensais, face a Março, a descida foi de 0,80%.

 A queda entre os trabalhadores portugueses em Abril não corresponde ao que ocorreu entre o total de trabalha-dores estrangeiros em Espanha, que cresceu 0,94%, para 1.619.275.

 Recorde-se que em 2012 o número de trabalhadores portugueses em Espanha caiu 12,2%, no quarto ano consecutivo de descidas, com uma queda de quase 50 por cento face aos números de 2008, antes da crise.

 No final de Abril e entre os trabalhadores portugueses, 32.759 estavam no regime geral, 5.917 por conta própria (autónomos em Espanha), 372 no setor do mar e 11 no sector do carvão.

 Salvo excepções pontuais, o número de trabalhadores portugueses tem vindo a cair progressivamente nos últimos anos, depois de ter chegado, antes da crise, a ser o segundo maior entre os cidadãos da União Europeia.

 A comunidade de trabalha-dores portugueses é já a quinta entre as de cidadãos da UE, depois da Roménia (258 mil), Itália (58 mil), Bulgária (54 mil) e Reino Unido (53 mil).

Esta comparação torna-se ainda mais relevante tendo em conta que em 2007 os portugueses representavam cerca de 11 por cento dos traba-lhadores da UE em Espanha e actualmente situam-se em cerca de 6,4 por cento.