Novo Banco de Portugal passa a deter 9,9% do BESA

0
80
Novo Banco de Portugal passa a deter 9,9% do BESA

O Novo Banco português vai ficar com uma participação de 9,9% no capital social do Banco Espírito Santo Angola (BESA), por conversão de 55 milhões de euros do empréstimo, titulado, àquela instituição, segundo decisão tomada pelo banco central angolano.

 Foi ainda determinado um aumento de capital de 2,8 mil milhões de euros no BESA, envolvendo a conversão parcial do mesmo empréstimo, segundo informação do Banco Nacional de Angola (BNA).

 A decisão foi tomada hoje em reunião do conselho de administração do banco central, em sessão extraordinária convocada para analisar a evolução da situação financeira do BESA, decorrente das medidas de saneamento adoptadas a 4 de Agosto e face ao volume de crédito malparado.

 O Banco de Portugal confirmou em Agosto que o crédito de 3,3 mil milhões de euros que o BES – que até agora controlava 55,17% do capital social do banco em Angola – tinha concedido ao BESA passou para o Novo Banco, estando totalmente provisionado.

O BNA justifica as medidas decididas, com efeito imediato, face à “necessidade de salvaguarda da economia e do sistema financeiro nacional, da protecção dos interesses dos depositantes e credores do BESA”, e ao “restabelecimento das condições mínimas de funcionamento” do banco.