Nolito marca frente ao Trabzonspor da Turquia e garante presença do Benfica no “playoff” da LC

0
127
Nolito marca frente ao Trabzonspor da Turquia e garante presença do Benfica no

Nolito marca frente ao Trabzonspor da Turquia e garante presença do Benfica no O Benfica empatou frente ao  Trabzonspor (1-1), no Estádio Olímpico de Istambul, em jogo referente à 2ª mão da 3ª pré eliminatória da Liga dos Campeões.

 O golo encarnado foi apontado mais uma vez por Nolito à passagem dos 19 minutos. O tento do emblema turco foi obtido por Paulo Henrique aos 31 minutos.
 O médio Mierzejewski recebeu ordem de expulsão por uma cotovelada a Maxi Perei-ra. Com este empate a equipa portuguesa segue em frente para o “play-off” de acesso à fase de grupos da prova.
 O Trabzonspor entrou a pressionar mais nos primeiros instantes, mas nenhuma equi-pa consegue deter o domínio do jogo. O público turco assobiava sempre que o Benfica tinha a bola.

 A equipa lusa conseguiu depois serenar a partida pautando a cadência de jogo tentando depois construir situações de ataque. Javier Saviola deu o primeiro aviso para a baliza de Tolga. A jogada iniciou-se no lado direito onde Nolito encontrou espaço e progrediu em direcção à área, colocando a bola em Saviola e este rematou com força mas sem a colocação desejada.
 O Benfica voltou a ameaçar Witsel servido por Saviola, aparece em posição privilegiada na área turca, mas cabeceou para as mãos do guardião adversário.
 Os turcos têm mais posse de bola, mas as duas ocasiões de golo do jogo pertenceram aos encarnados que, com maior serenidade, já podiam ter acabado com a esperança do Trabzonspor.

 O golo encarnado surgiu através de um lançamento de linha lateral cobrado por Emerson, que descobriu Nolito, o espanhol ganhou espaço na área perante dois defesas já em esforço e rematou para a baliza de Tolga abrindo o activo em Istambul. O conjunto de Jorge Jesus aumentava a vantagem na eliminatória à passagem dos 19 minutos.
 Contra a corrente do jogo, o Trabzonspor empatou num lance aparentemente inofensivo.
 O cruzamento partiu da direita por intermédio de Celustka, Paulo Henrique livre de marcação remateou sem hipóteses para Artur restabelecendo o empate na partida, embora na eliminatória os encarnados levassem vantagem. Estavão decorridos 31 minutos da primeira – parte.

 Até ao “terminus“ do primeiro tempo, a formação portuguesa criou mais uma jogada de perigo. Gaitán e Maxi Pereira a trocaram as voltas aos jo-gadores contrários, até que o argentino resolveu rematar mas o esférico foi direccionado à malha lateral.

 Na segunda parte da partida o Benfica soube controlar o jogo não dando espaço ao adversário e não abdicando de atacar. Já os turcos que tinha que marcar 3 golos para sonharem com a passagem viram este anseio ser deitado por terra por uma expulsão do jogador polaco do Trabzonspor, Mierzejewski, por um agressão (cotovelada) a Maxi Pereira, à passagem do minuto 58 da partida.
 A partir dos 70 minutos o emblema português beneficiou de alguns lances para “ma-tar” de vez a partida.
 Nico Gaitán dispôs de uma oportunidade de “ouro” para fazer o 2-1, mas perante tantas facilidades deslumbrou-se rematando fraco para as mãos de Tolga.

 Dez minutos depois os encarnados voltaram à carga, desta vez foi o médio belga Witsel que rematou à trave, após uma recuperação no meio – campo contrário e um passe de bandeja de Matic.
 Nos últimos minutos da partida o Benfica limitou-se a gerir a vantagem na eliminatória.
 Dos cinco reforços que o treinador do Benfica colocou no "onze", destaque para Witsel, que esteve em grande nível. O médio belga, que custou 6,5 milhões de euros aos cofres da Luz, demonstrou que tem qualidade e poderá ser uma das figuras dos "encarnados" esta temporada.

 Frente a um Trabzonspor que mostrou poucos argumentos para poder eliminar a equipa lusa, Nolito também esteve bom plano.
 Além do golo, o avançado espanhol foi dos mais activos na frente "encarnada" e só não bisou por culpa do guarda-redes dos turcos.
 Desta forma o Benfica assegura um lugar nos “play-offs” de acesso à Liga dos Campeões.