Morreu em Lisboa o 1.º pirata do ar português

0
69
Morreu em Lisboa o 1.º pirata do ar português

Morreu em Lisboa o 1.º pirata do ar portuguêsO funeral de Palma Inácio, militante histórico do PS, falecido na terça-feira, realizou-se no dia seguinte em Lisboa, tendo partido do Largo do Rato para o Cemitério do Alto de São João, onde foi cremado.

Segundo o presidente da concelhia de Lisboa do PS, Miguel Coelho, o histórico miltante socialista da secção Almirante Reis foi vítima de doença prolongada, tendo tido na passagem como vogal na Assembleia Municipal de Lisboa o seu último cargo público. Hermínio da Palma Inácio (1922-2009), a quem o presidente da República Jorge Sampaio atribuiu em 2000 a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, que lhe foi imposta por Manuel Alegre, tornou-se célebre por ter protagonizado em 1961 o primeiro desvio de um voo comercial de que há registo. Durante esse voo, um avião da TAP sobrevoou Lisboa, Barreiro, Setúbal, Beja e Faro a baixa altitude para lançar cerca de 100 mil panfletos com apelos à revolta popular contra a ditadura. A sua vida foi marcada por um combate constante contra o Estado Novo, tendo sido preso diversas vezes pela PIDE, destacando-se uma passagem pelos calabouços do Aljube, onde protagonizou uma fuga histórica.