Moçambique propôs à Polónia perdão de 95 por cento da dívida

0
73
Moçambique

MoçambiqueO governo de Moçambique vai propor à Polónia o perdão da dívida em 95 por cento, no âmbito dos critérios do Clube de Paris, disse em Maputo o ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang.

Moçambique deve 292 milhões de dólares à Roménia, Hungria, Bulgária e a Polónia, países do antigo bloco de leste europeu, montante contraído durante o alinhamento moçambicano com aquele bloco.
 O pedido do reescalonamento da dívida de Moçambique à Polónia foi um dos principais objectivos da delegação moçambicana na reunião de Primavera do Banco Mundial (BM) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), que decorreu em Washington.

 Chang assegurou que Moçambique foi apresentar uma proposta de perdão da dívida em 95 por cento e reescalonamento dos restantes cinco por cento, tendo adiantado que a proposta "segue as condições do Clube de Paris", mesmo tendo em conta que a Polónia não integra o Clube.
Em quatro anos, Moçambique conseguiu ver a sua dívida externa reduzida em cerca de 60 por cento, fixando-a actualmente em aproximadamente 3,2 mil milhões de dólares.

 Durante cinco dias, responsáveis pelo pelouro das finanças de diversos países do mundo discutiram sobre a representação dos países africanos nos conselhos de administração do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, no quadro das chamadas reuniões de Primavera.