Moçambique escolhe até final do ano consultora para barragem de 2,3 biliões de dólares

0
68

 Moçambique escolhe ainda este ano a empresa de consultoria que vai prestar serviços para a estruturação legal e financeira do Projecto Hidroeléctrico de Mphanda Nkuwa, na província de Tete, segundo escreve a agência Lusa.

 Nove empresas, escolhidas através de num concurso internacional em que concorreram 18 entidades, foram pré-qualificadas para a fase seguinte do concurso para o apuramento da companhia que vai prestar esses serviços.

 O período de recepção e abertura de propostas das nove empresas pré-qualificadas para prestação de serviços de consultoria terminou a 1 de Agosto.

 A barragem de Mphanda Nkuwa vai ser construída a 60 quilómetros de Cahora Bassa.

A entidade selecionada trabalhará com o Gabinete de Implementação do Projecto Hidroeléctrico de Mpanda Nkuwa.

 A empresa a ser selecionada deverá, ainda, prestar assessoria na selecção do parceiro estratégico que se deverá juntar à Electricidade de Moçambique (EDM) e Hidroelétrica de Cabora Bassa (HCB) no desenvolvimento das infra-estruturas da futura barragem.

O plano de construção de Mphanda Nkuwa foi aprovado em Setembro de 2007.

 O empreendimento está avaliado em 2,3 biliões de dólares.

 Quando concluídas as obras a barragem deverá produzir 1.500 megawatts de energia eléctrica, dos quais 80 poderão ser destinados à exportação.