Ministro das Finanças qualifica de acto criminoso os rumores sobre alegada falência do BCP

0
64
Ministro das Finanças

Ministro das FinançasO ministro das Finanças, Fernando Teixeira dos Santos, qualificou, em Bruxelas, de “acto criminoso” os rumores sobre a alegada situação de falência do BCP e pediu para estes serem investigados pelas autoridades policiais.

 “Eu vejo isso como um acto criminoso, porque isso põe em causa o funcionamento do sistema financeiro nacional, é comprometer no fundo o funcionamento da economia do país também”, disse Teixeira dos Santos à margem de uma reunião dos ministros das Finanças da União Europeia.

* Banco de Portugal garante que está a monitorizar situação no BCP

 O Banco de Portugal disse que está a acompanhar a situação no Millennium bcp mas que, seguindo a política habi-tual, não comenta rumores, depois do presidente do Millennium, Santos Ferreira, ter desmentido boatos sobre a saúde do banco.
 “O Banco de Portugal está a monitorizar a situação (no BCP), mas não comenta rumores”, de acordo com a política habitual do supervisor, disse fonte oficial da entidade liderada por Carlos Costa.

 O presidente do Millenium bcp enviou uma mensagem aos colaboradores do banco a pedir-lhes “serenidade e profissionalismo” face aos rumores de que o banco estava falido, postos a correr com grande intensidade, e que o mesmo responsável garantiu serem infundados.
 A mensagem que Carlos Santos Ferreira enviou aos colaboradores do BCP tem como título “Rumores sobre a solvabilidade do Millennium bcp Mensagens difundidas por SMS” e dá conta que os boatos, que já “circulam desde há algum tempo”, também apareceram no final de 2008.

 “Circulam desde há algum tempo, e agora com crescente insistência, um conjunto de rumores que atentam contra a solidez do Millennium bcp, à semelhança do que ocorreu, como nos lembramos, no último trimestre de 2008. Como é de bom senso, rumores e boatos não se comentam, sob pena de se lhes dar credibilidade, sem prejuízo de esta situação já ter sido reportada à CMVM” (Comissão do Mercado de Valores Mobiliários), escreveu o responsável.

 Na mesma nota aos colaboradores, Carlos Santos Ferreira classifica os autores dos rumores como “pouco escrupulosos”.
 “Não sabemos a quem aproveitam estes boatos. Sabemos que, por definição, têm origem em autores pouco escrupulosos, que não hesitam em pôr em causa a confiança no sistema financeiro português e no Millennium bcp, sem qualquer razão ou fundamento”, garantiu o presidente do banco.
 Por isso mesmo, disse, “só a manutenção da serenidade e profissionalismo, que o banco em geral e as redes comerciais muito em particular vêm demonstrando, permitem responder a estes ataques”, sublinhou.

 O banco já anunciou ir apresentar na Procuradoria Geral da República uma queixa contra desconhecidos.
 O Ministério das Finanças afirmou que os bancos portugueses apresentam “bons rácios de solvabilidade”, o que confirma a “solidez e robustez” financeira do sistema bancário nacional.

 “O Ministério das Finanças tem, como lhe compete, acompanhado o desenrolar deste trabalho e congratula-se com o facto de os resultados obtidos indicarem que as nossas instituições apresentam bons rácios de solvabilidade, o que confirma a solidez e robustez financeira do sistema bancário português e das suas instituições”, afirmou o gabinete do ministro Teixeira dos Santos, em resposta a questões sobre a reunião dos ministros das Finanças em Bruxelas.

Os resultados aos testes feitos aos bancos portugueses (CGD, BCP, BPI e BES)  serão divulgados a partir de dia 23.